Prouni e Fies 2021: Uso do Enem 2020 só poderá ser feito no 2º semestre – Entenda mais

Candidatos no Enem 2020 só poderão utilizar a nota do exame no segundo semestre de 2021.

Atrasos no cronograma de provas foi o principal motivo para a não utilização do Prouni e Fies no início do ano.

Prouni e Fies 2021

O Ministério da Educação anunciou por meio de publicação nas redes sociais que as notas do Exame Nacional do Ensino Médio 2020 poderão ser utilizadas pelo Prouni e Fies apenas no segundo semestre deste ano.

A decisão tomada pelo órgão se deve ao atraso no cronograma da edição do Enem 2020 que, consequentemente, afetou a data de divulgação dos resultados das provas.

Sendo assim, só poderão aplicar as notas das provas para o Programa Universidade Para Todos e para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior os estudantes que participaram do Enem 2019.

2º semestre de 2021

Com a divulgação da nota do Exame Nacional do Ensino Médio de 2020 realizada somente na última semana do mês de março, os estudantes não poderão ingressar nas universidades usando o Prouni e Fies no primeiro semestre de 2021.

Nesse caso, os estudantes interessados em cursar o ensino superior por meio dos programas deverão aguardar pela divulgação dos editais de abertura. 

pessoa checando listas de aprovados
Só podem usar o Prouni e Fies no primeiro semestre os candidatos do Enem 2019.

Apesar de o ex-presidente do Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Alexandre Lopes, ter informado que este ano seriam realizadas três edições do Prouni e Fies, até o momento o MEC não revelou nenhuma informação oficial.

Vale lembrar que Lopes foi exonerado do cargo no dia 26 de fevereiro deste ano após inúmeras abstenções e falhas na realização do Exame Nacional do Ensino Médio.

Prova do Enem 2020

Na última segunda-feira, 5, a União Nacional dos Estudantes em conjunto com a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas protocolaram uma notificação extrajudicial solicitando esclarecimento por parte do MEC sobre as notas do Exame Nacional do Ensino Médio 2020.

De acordo com os candidatos houve falha na correção das redações, pois os resultados ficaram abaixo do esperado e são diferentes do histórico de preparação da prova. Lembrando que as notas foram disponibilizadas no dia 29 de março.

O Inep declarou por meio de nota divulgada nas redes sociais, na última sexta-feira, 2, que o processo de correção das notas ocorreu de forma adequada e dentro das normas do MEC.

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio, tradicionalmente conhecido como Enem, é uma prova de admissão aos cursos de ensino superior.

O órgão responsável pela aplicação do exame é o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

O Inep é vinculado ao Ministério da Educação do Brasil e foi criado em 1998, mas a utilização do Enem para ingresso em instituições de ensino superior só foi possível a partir da lei do Programa Universidade para Todos e do Sistema de Seleção Unificada, ambas sancionadas pelo ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva.

Prouni

O Programa Universidade para Todos foi fundado em 2004 e, desde então, possibilita o ingresso de estudantes ao ensino superior privado por meio de bolsas de estudos integrais e parciais para cursos de graduação, sequenciais e de formação específica.

Os candidatos do Enem que desejam utilizar o Prouni para ingressar nas universidades particulares devem ter participado da edição mais recente do exame, bem como ter alcançado 450 pontos – no mínimo – e não ter tirado zero na redação. 

O Prouni é aplicado anualmente, mas excepcionalmente em 2021, os estudantes só poderão utilizar as notas do Enem de 2019 para estudar no primeiro semestre do ano.

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil, mais conhecido como Fies, foi reformulado em 1999 e passou a financiar a graduação de estudantes matriculados em instituições de ensino superior não gratuitas.

Em 2021, conforme os dados divulgados pelo MEC, cerca de 40 mil vagas serão oferecidas somente no primeiro semestre para mais de 24 mil cursos. Para o segundo semestre estão previstas aproximadamente 50 mil oportunidades de ensino.

Apesar do número de vagas concedidas pelo programa, estão inscritos 128 mil alunos no processo de seleção.

O processo de inscrição foi de 26 a 29 de janeiro deste ano, mas quem deseja se inscrever na lista de espera poderá realizar o procedimento até o dia 14 de abril.

Lembrando que o Fies do segundo semestre aceitará as notas do exame de 2010 a 2020. Poderá participar candidatos com nota acima de 450 e com mais de um ponto na redação. 

Além disso, é necessário ter renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa.

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada, Sisu, é outra alternativa de ingresso em instituições de ensino. O programa é voltado para as universidades públicas e está com inscrições abertas até amanhã.

A inscrição é gratuita e pode ser feita no site do programa por quem fez o Enem 2020 e não zerou a redação.

Além dos processos seletivos oferecidos pelo governo federal, as universidades de ensino superior públicas e privadas também promovem processos seletivos próprios. Os candidatos interessados podem consultar os critérios e participar.

Felipe Calbo
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo atuante na chamada "massa de mídias", trazendo mais um braço da pluralidade de opinião em detrimento do mito da imparcialidade.
Linkedin

Deixe seu comentário