Prouni: Inscrições para bolsas remanescentes iniciam HOJE (3/5). Veja como fazer!

Nesta segunda-feira (03/05), começam as inscrições para as bolsas remanescentes do Prouni (Programa Universidade para Todos), válidas para o primeiro semestre deste ano. Interessados têm apenas até amanhã para se inscrever no processo seletivo.

Conforme o nome indica, as bolsas remanescentes do Prouni são aquelas que continuaram disponíveis após o processo seletivo, após as duas chamadas regulares e a lista de espera do programa.

Para participar do processo seletivo, basta acessar o site e clicar no botão “Fazer Inscrição” para buscar as vagas de interesse. O prazo para se inscrever é até às 23h59 de terça-feira (04), e na sexta-feira (07) sai o resultado com os selecionados.

espaço de leitura dentro de uma universidade

A oferta das bolsas remanescentes do Prouni acontece por questões como desistência de estudantes pré-selecionados para as vagas ou falta de documentação. O Ministério da Educação (MEC) não anunciou o número de vagas disponíveis, mas o total de bolsas oferecidas pelo Prouni neste semestre foi superior a 162 mil.

Criado em 2004 pelo governo federal, o Prouni oferece bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior. Os critérios de renda mensal são diferentes para bolsas integrais (100%) e parciais (50%), mas outros requisitos são os mesmos para ambos os casos.

Um deles é que o estudante tenha realizado todo o ensino médio em colégio da rede pública ou como bolsista integral na rede privada. Além disso, professores da rede pública também podem disputar uma bolsa, mas para estes profissionais não há o critério de limite de renda.

Veja também: ENEM 2020 – Como utilizar a nova do exame no PROUNI 2021? Confira!

Quem pode se candidatar para as bolsas remanescentes do Prouni?

Como já dissemos, os critérios de renda são diferentes para bolsas parciais e integrais. No caso dos candidatos que desejam concorrer a uma bolsa de 50%, a renda mensal familiar deve ser de até três salários mínimos por pessoa (R$ 3.300).

Enquanto isso, os estudantes que pretendem concorrer a uma bolsa 100%, ou seja, com a mensalidade totalmente paga pelo Prouni, a renda exigida é de até um salário mínimo e meio por pessoa (R$ 1.650). Vale lembrar que no caso dos professores da rede pública estas regras não se aplicam.

Em relação aos critérios para participação no processo seletivo, o estudante deve atender aos seguintes:

  • Ter participado de qualquer edição do Enem desde 2010;
  • A média aritmética da edição em questão deve ser igual ou superior a 450 pontos. Para chegar ao valor desta média, basta somar as notas de todas as provas e da redação e dividir por cinco;
  • O candidato não pode ter tirado zero na prova de redação;
  • O candidato precisa ter cursado todo o ensino médio em escola da rede pública de ensino, ou na rede privada com bolsa integral.

Quem se classificar para uma bolsa remanescente do Prouni deve entregar a documentação comprovando as informações declaradas na inscrição na instituição de ensino onde conseguiu uma vaga. O prazo para esta etapa é de 10 a 13 de maio.

Se a instituição permitir, é possível encaminhar a documentação pela internet. Mas se não for o caso, o candidato terá que comparecer à instituição para apresentar a documentação exigida.

Veja também: FIES, PROUNI e SISU – Qual é a nota mínima necessária do ENEM para inscrição nos programas?

MEC mudou regra para a classificação dos candidatos

Em abril, o MEC publicou uma portaria sobre a ocupação de bolsas remanescentes do Prouni que estabeleceu uma regra nova para o processo de classificação.

A partir deste ano, a classificação dos candidatos será por ordem de desempenho, de acordo com a média aritmética simples das notas do Enem, conforme explicado no tópico anterior. Antes, o critério era temporal, ou seja, “por ordem de chegada”. Segundo o MEC, essa regra prejudicava candidatos com dificuldade de acesso à internet, por exemplo.

O MEC informa que o estudante será classificado na ordem decrescente da nota do Enem, no curso escolhido, turno, local de oferta e instituição onde ele se inscreveu, levando em conta o limite de bolsas disponíveis em cada período de inscrição.

Como os candidatos podem se inscrever com a nota de qualquer Enem nos últimos dez anos, quem participou de mais de uma edição concorre com a média de apenas uma delas. Nesse caso, vale a edição na qual o candidato obteve a maior média de notas.

Estudantes que participaram do Enem 2020, realizado no início deste ano, também pode disputar uma das bolsas remanescentes do Prouni. Por conta do adiamento da última edição do Enem, as chamadas regulares do programa consideraram as notas do exame de 2019.

Fonte: Agência Brasil

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter, repórter do Jornal O Repórter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário