Pis Pasep ou Bolsa Família: qual benefício paga mais para os brasileiros?

Muitas pessoas não tem ideia sobre como funcionam certos programas do governo, como é o caso do PIS/PASEP, sem falar no Bolsa Família, principalmente quando falamos sobre o fator sobre qual deles paga melhor.

Veja aqui quais são os valores de cada um deles, quem tem acesso aos mesmos, quais são seus diferenciais, o que você precisa ter atenção e muito mais.

Publicidade

Publicidade

Continue lendo e saiba como funciona.

Pis/Pasep ou Bolsa Família: qual benefício paga mais para os brasileiros?

Pis/Pasep ou Bolsa Família: qual benefício paga mais para os brasileiros?

O Governo Federal está avaliando dar um fim para os abonos trabalhistas, de modo a garantir uma reforma em seus projetos sociais. Durante a última semana, o presidente Jair Bolsonaro já informou que está verificando a possibilidade de finalizar o PIS/PASEP, do qual já está instaurado na realidade de milhões de brasileiros.

Essa decisão está sendo tomada por causa da reformulação do Bolsa Família. Veja mais sobre a diferença de cada um deles abaixo e entenda melhor.

Publicidade

Publicidade

Durante os últimos meses, muito tem se abordado sobre a agenda social do presidente, principalmente desde a confirmação da candidatura possível do ex-presidente Lula, do qual vem deixando claro seu posicionamento a favor das políticas públicas para os mais pobres, com os programas já conhecidos como Bolsa Família e tantos outros.

Porém, a notícia que mais ganhou destaque para milhares de pessoas durante os últimos dia é o interesse do então presidente em finalizar de vez o programa do PIS/PASEP. Conforme afirmado em sua típica live, ele afirmou que sua equipe econômica está verificando a possibilidade de gerar uma nova forma de transferência de renda.

Se esse abono for suspenso, isso trará um impacto em mais de R$20 bilhões livres, mais especificamente na folha orçamentária da união.

Para quem o PIS/PASEP atende?

No momento, esse projeto é destinado apenas para os trabalhadores que estão cadastrados no modelo CLT, sendo assim, essa contemplação só acontece quando o cidadão possui uma renda máxima de até dois salários mínimos, sendo vinculado diretamente ao programa por pelo menos 5 anos.

Para poder fazer o recebimento desse direito, é necessário ainda ter todos os demais registros trabalhistas e da identificação social, dos quais são sempre atualizados pelo Ministério da Economia. Assim, o Governo ainda está exigindo o cumprimento anual de tempo mínimo de 30 dias de carteira assinada.

De maneira comum, o PIS/PASEP é liberado anualmente, sempre levando em conta o tempo de serviço prestado durante os 12 anos anteriores. Sua quantia máxima é determinada de acordo com o valor do piso nacional, sendo assim, só liberada para aqueles que cumpriram o período total de jornada de trabalho.

Quando falamos sobre o valor mínimo, que é de mais ou menos R$88, ele é aprovado quando o sujeito estiver por pelo menos um mês de serviço. No ano de 2021, por causa da pandemia causada pelo coronavírus, foi suspensa essa liberação do abono.

Publicidade

Publicidade

Conforme dados, essa decisão teve que ser tomada para que assim, o Governo pudesse fazer os custos e renovação do BEM, o benefício do qual é distribuído para aqueles que tiveram sua jornada de trabalho modificada pela conclusão da MP 936.

A previsão de início é de que o PIS/PASEP do ano de 2021 – com base no ano de 2020 -, seja ofertado a partir do mês de fevereiro de 2022. Mas, conforme os últimos informes registrados pelo Governo, também há a possibilidade do projeto ser suspenso por completo.

É importante lembrar que durante o ano de 2020, Bolsonaro realizou uma crítica aberta ao ministro da economia, Paulo Guedes, principalmente quando o fim desse benefício foi proposto. Conforme dito: ele jamais tiraria dos pobres para dar para paupérrimos.

O Novo Bolsa Família vai funcionar?

 

Publicidade

Todo o debate de suspensão do PIS/PASEP tem sido feito diante da motivação do interesse do Governo Federal de executar a reformulação do Bolsa Família. Conforme informações que já foram concedidas, esse projeto terá maiores ofertas de mensalidades, onde os valores são maiores e contarão com a adição de várias pessoas novas cadastradas.

Publicidade

É interesse deixar em destaque que o Bolsa Família é conhecido como o programa social mais abrangente dentro de nosso país. Ele é concedido para aquelas famílias que estão dentro de situação de pobreza e também de extrema pobreza, onde a renda per capita é no valor de até R$80.

Conforme novas atualizações que foram concedidas por Bolsonaro e seus demais representantes, a nova versão terá:

  • Um valor do auxílio-creche mensal para cada criança, no valor de R$52,00;
  • O bônus anual para o melhor aluno de R$200,00;
  • Uma bolsa mensal de R$100,00, mais um prêmio anual de estudante científico e técnico de destaque de R$1.000,00;
  • A renovação nas regras de entrada e saída do programa;
  • E por fim, a atualização nos critérios mínimos de renda para inclusão no projeto.

Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário