Rio de Janeiro dá desconto de 5% no IPTU 2022 para quem entregar Decad este mês

Acaba nessa sexta-feira (30), o prazo para que seja feita a entrega da DECAD – Declaração Anual dos Dados Cadastrais do Imóvel -, para aqueles moradores da região central, zona sul e certa parte da zona norte do Rio de Janeiro.

Na última quinta-feira (22), mais ou menos 46 mil declarações, tanto de casas e de apartamentos já tinham sido entregues.

Publicidade

Publicidade

É importante destacar que a DECAD dá o desconto no valor de 5% no IPTU RJ 2022, o que pode ser muito interessante para várias famílias.

Entenda como funciona a DECAD

Rio de Janeiro dá desconto de 5% no IPTU 2022 para quem entregar Decad este mês
Rio de Janeiro dá desconto de 5% no IPTU 2022 para quem entregar Decad este mês. Foto: Reprodução/FDR.

Os moradores da cidade do Rio de Janeira precisam ficar atentos para fazer sua declaração anual de dados cadastrais de seus imóveis.

Uma das atualizações para esse ano em relação ao pagamento do IPTU é a necessidade desse novo documento.

Publicidade

Publicidade

Ela passa a ser obrigatória para aqueles que possuem algum imóvel ou terreno nesse local. Conforme divulgado pela Secretaria Municipal da Fazenda e Planejamento, esses proprietários possuem até o último dia desse mês para realizar esse envio.

A prefeitura já explicou que essa medida facilitará os cadastros dos imóveis em todos os bairros locais. A principal intenção é de que com essa atualização ao ano, o cidadão não tenha demais dificuldades em seus contratos e registros diretamente com a Secretaria da Fazenda.

Assim, quando for realizar o pagamento do IPTU, se tem acesso aos carnês de uma maneira mais simplificada do que a que existe atualmente.

Essa declaração deve conter os seguintes dados:

  • O número do cadastro municipal;
  • O endereço do imóvel;
  • A identificação do contribuinte;
  • O exercício da declaração;
  • A área edificada;
  • E por fim, a utilização (não edificada, residencial ou não residencial).

Se o cidadão não fizer essa atualização do imóvel, terá que pagar uma multa futuramente.

Se caso existir falta de compatibilidade ou a inexistência de algum dos documentos obrigatórios, é preciso informar essa situação, para que assim, seja realizada a atualização da mesma.

Como gerar a guia do IPTU RJ

Publicidade

Publicidade

Veja o passo a passo abaixo de como gerar a guia do IPTU do Rio de Janeiro e fique por dentro:

  1. Acesse o portal carioca.rio;
  2. Desça a tela para baixo e então clique no botão IPTU 2020/2021;
  3. Agora você deve inserir seu número de inscrição, do qual está disponível em qualquer documento do IPTU;
  4. Escolha o exercício do ano de 2021;
  5. Então, clique em prosseguir;
    Como gerar a guia do IPTU RJ
  6. Escolha as parcelas que desejar baixar e assim realizar o pagamento;
  7. Ao selecionar qualquer uma das opções existentes, você verá um botão para gerar o boleto;
  8. Agora só precisa clicar nele e pronto.

Veja o calendário abaixo com as datas e não se perca no pagamento das parcelas:

  • Cota única – 5 de fevereiro;
  • 1ª cota – 5 de fevereiro;
  • 2ª cota – 5 de março;
  • 3ª Cota – 8 de abril;
  • 4ª cota – 7 de maio;
  • 5ª cota – 8 de junho;
  • 6ª cota – 7 de julho;
  • 7ª cota – 6 de agosto;
  • 8ª cota – 8 de setembro;
  • 9ª cota – 7 de outubro;
  • 10ª cota – 8 de novembro.

Quem possui isenção do IPTU?

É importante destacar que cada cidade tem sua peculiaridade, porém, de uma forma geral, o segurado do INSS pode ter isenção, seja ela parcial ou total, o que mudará de acordo com sua renda.

Dessa forma, ao fazer a solicitação, o INSS fará uma análise própria, sendo que depois de aprovada, ela pode ser desde 30%, 50% ou 100%, o que tem alteração conforme os seguintes valores:

Publicidade

 

Publicidade

  • Isenção total – destinada para os beneficiários do qual a renda, sem descontos, seja no valor de até três salários mínimos (R$3.135,00);
  • Desconto de 50% – habilitada para os beneficiários do qual a renda, sem nenhum tipo de desconto, seja de três até quatro salários mínimos (Ou seja, entre R$3.135,01 e R$4.180,00);
  • Desconto de 30% – por fim, esse valor é para os beneficiários do qual a renda, sem descontos, seja entre quatro até cinco salários mínimos (Entre R$4.180,01 e R$5.225,00).

É indicado que você consulte mais informações diretamente na prefeitura do seu município sobre a isenção ou o desconto.

Sabe-se que os estados que possuem essa possibilidade, são:

  • São Paulo em São Paulo,
  • Brasília no Distrito Federal,
  • Campo Novo do Parecis no Mato Grosso,
  • Cuiabá no Mato Grosso,
  • Fortaleza no Ceará,
  • Juiz de Fora em Minas Gerais,
  • Maceió no Alagoas,
  • Manaus no Amazonas,
  • Porto Alegre no Rio Grande do Sul,
  • Recife em Pernambuco,
  • Rio de Janeiro no Rio de Janeiro,
  • Vitória no Espírito Santo.
Fique de olho para receber demais atualizações.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário