Santa perde para Juventude, chega a 4 jogos sem vencer e se aproxima do Z4

0
O Santa Cruz segue em queda livre na Série B do Campeonato Brasileiro. Apresentando mais uma vez a já crônica falta de criação ofensiva, dessa vez somada a vários desfalques no setor defensivo, o time coral conheceu a sua terceira derrota seguida na competição ao cair para o Juventude (que não vencia há cinco jogos) por 2 a 1, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Somando com o empate em casa com o Boa Esporte, já são quatro rodadas sem triunfos da equipe pernambucana.
Com o resultado, os tricolores se aproximam perigosamente da zona de rebaixamento. Estacionado com 23 pontos, a equipe caiu para o 16º lugar e está a apenas três do Luverdense, que abre a área de queda, na 17ª posição. Na próxima terça, a nova chance de reação será contra o Criciúma, no retorno ao Arruda.
O jogo
Com vários desfalques, o técnico Givanildo Oliveira teve que praticamente remontar o seu sistema defensivo para o duelo no frio de Caxias do Sul, com os termômetros marcando 12 graus. Sem contar com o goleiro Júlio César, o zagueiro Bruno Silva, o lateral Alex Travassos e o volante Derley, o treinador coral deu oportunidades para Jacsson, Nininho, Jaime e Wellington Cezar, respectivamente.
Porém, apesar dos desfalques, o tricolor, pressionado pela proximidade da zona de rebaixamento, iniciou o jogo tomando as ações da partida. Tanto que foi do time pernambucano a primeira finalização do confronto, com Ricardo Bueno cabeceando para fora um cruzamento de Nininho, aos 10 minutos. Porém, aos poucos, o ímpeto coral foi diminuindo ao esbarrar nas limitações técnicas da equipe.
Com os atacantes tendo pouco apoio dos laterais, Thiago Primão acabou sobrecarregado na função no meio de campo e assim pouco produziu. Assim, o goleiro Oliveira se tornou um mero espectador no restante da primeira etapa. O Juventude, por sua vez, apesar de também não apresentar um grande futebol, obrigou Jacsson a fazer duas boas defesas em chutes do atacante Tiago Marques, aos 29 e 38 minutos. Porém, o resumo da etapa foi de um jogo fraco tecnicamente.
Falhas fatais no segundo tempo
Para o segundo tempo, enquanto Givanildo não fez nenhuma modificação no Santa Cruz, o técnico Gilmar Dal Pozzo (ex-Náutico) procurou melhorar a transição ofensiva da sua equipe com o meia Felipe Lima. E logo no minuto inicial, o jogador obrigou o arqueiro tricolor a fazer mais uma boa defesa. O time pernambucano, por sua vez, seguia tendo enormes dificuldades ofensivas, sem qualquer poder de criação.
E se o cenário não era animador, o lateral Tiago Costa tratou de piorar a situação ao cometer um pênalti de forma irresponsável aos 17 minutos ao derrubar, mesmo deitado no chão, o meia Juninho dentro da área. Na cobrança, Tiago Marques não deu chances a Jacsson.
Desnorteado, o Santa se tornou presa fácil para a equipe gaúcha, que ampliou logo em seguida, novamente com Tiago Marques, que passou por Nininho e chutou no canto do goleiro coral.
Só após a desvantagem por  2 a 0, Givanildo Oliveira fez a primeira mudança no Santa, ao sacar Thiago Primão para a entrada do atacante Hallef Pitbull. Em seguida, entraram William Barbio e Júlio Sheik. E com apenas um minuto em campo, o atacante diminuiu, ao aproveitar rebote da trave, após chute de Ricardo Bueno, aos 36.
Nos minutos finais, na base de “tudo ou nada” o Santa ainda pressionou em busca do gol de empate, que pelo futebol apresentado seria um baita resultado, mas não deu.

Ficha do jogo

Juventude 2
Oliveira, Tinga, Domingues, Micael e Maurício; Fahel, Diego Felipe (Vacaria), Leílson, Juninho (Vidal) e Ramon (Felipe Lima); Tiago Marques. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.
Santa Cruz 1
Jacsson; Nininho, Jaime, Anderson Salles e Tiago Costa; Wellington Cezar, João Ananias e Thiago Primão (Hallef Pitbull); Bruno Paulo (Júlio Sheik), Ricardo Bueno e André Luís (William Barbio). Técnico: Givanildo Oliveira.
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS). Árbitro: Salim Fende Chavez (SP) Assistentes: Danilo Ricardo Simon e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP). Gols: Tiago Marques (aos 19min e 26 min do 2º tempo) e Júlio Sheik (aos 36 min do 2º). Cartões amarelos: Nininho, Jaime, Tiago Costa (SC), Tinga, Oliveira, Domingues (JU).
Do Superesportes

Comentários