Fazer saque com cartão de crédito é uma boa ideia? Descubra aqui!

Consumidores que precisam de dinheiro devem evitar o saque com cartão de crédito. Conheça os principais motivos para não recorrer ao limite oferecido pelo banco e saiba como encontrar uma alternativa para obter o valor desejado.

Crédito

O cartão de crédito é aceito praticamente em todos os estabelecimentos comerciais do Brasil e do mundo. Porém, alguns serviços e produtos só podem ser adquiridos no débito ou em espécie.

Publicidade

Publicidade

Para os casos em que não é possível utilizar o cartão de crédito, mesmo que o pagamento seja feito à vista, os consumidores podem recorrer ao saque do valor desejado por meio do cartão de crédito.

saque com cartão
Saque com cartão de crédito conta com altas taxas e juros

Contudo, apesar de esse serviço ser oferecido pela maioria das instituições financeiras, a utilização do cartão de crédito para saques deve ser analisada com muita atenção e planejamento, pois o procedimento pode custar caro.

Como sacar com cartão de crédito

O saque com cartão de crédito é basicamente a retirada de parte do dinheiro disponível no limite do cartão de crédito.

Publicidade

Publicidade

Essa operação pode ser feita na maioria dos caixas eletrônicos e agências bancárias e, para isso, basta inserir seu cartão, selecionar a opção de saque do cartão de crédito, digitar o valor, informar a senha e pronto.

Juros

Apesar da facilidade em sacar dinheiro do cartão de crédito, a maioria das instituições financeiras e fintechs cobram tarifas e taxas altas sobre a operação, pois entendem que o cliente está solicitando um empréstimo.

De modo geral, o valor cobrado nas tarifas e juros são diferentes uma vez que as condições de serviços variam conforme o banco que disponibiliza o serviço.

Para que você tenha uma ideia dos valores separamos a média de custo do saque com cartão de crédito de acordo com as instituições financeiras. Veja:

  • Banco do Brasil: valores entre R$15 e R$25 para saques no Brasil e no exterior;
  • Bradesco: valores entre R$15 e R$25 para saques no Brasil e no exterior;
  • Caixa Econômica Federal: valores entre R$11 e R$22  para saques no Brasil e no exterior;
  • Itaú: valores entre R$12 e R$22  para saques no Brasil e no exterior;
  • Santander: valores entre R$19 e R$26 para saques no Brasil e no exterior;
  • BV: valores entre R$10 e R$50 para saques no Brasil e no exterior;
  • Neon: valores entre R$7 e 4% + IOF para saques no Brasil e no exterior;
  • Nubank: valores entre R$7 + tarifas e juros pela transação e IOF de 6,38% + encargos para saques no Brasil e no exterior.

É importante ressaltar que essas informações podem ser atualizadas a qualquer momento de acordo com a necessidade e as condições oferecidas pelas instituições financeiras.

Compensa ou não?

O saque com cartão de crédito possui altas taxas de juros e encargos para operações no Brasil e no exterior. Sendo assim, financeiramente o procedimento não compensa para o consumidor desde que não exista outra alternativa para obter o valor desejado no momento necessário.

Publicidade

Publicidade

Desse modo, uma dica que pode ser essencial para o consumidor na hora de decidir se realiza ou não o saque com o cartão de crédito é analisar o prazo de fechamento da fatura, pois quanto mais perto da data, menos juros serão aplicados.

Além disso, outra opção é fazer o pagamento adiantado da fatura para minimizar as taxas de juros aplicadas para a realização do saque com cartão de crédito.

Alternativas

Para os consumidores que não necessitam do dinheiro de forma instantânea, existem algumas possibilidades para conseguir o valor desejado sem ter que recorrer ao saque com o cartão de crédito.

O cheque especial, por exemplo, é uma opção interessante de empréstimo imediato pré-aprovado. Para essa condição os bancos mantêm altas taxas, mas os juros são menores em comparação com o crédito rotativo.

Publicidade

Outra alternativa é recorrer aos amigos e familiares na hora de pedir uma grana emprestada, pois, certamente, não haverá cobrança de altas taxas de juros.

Publicidade

Quem puder esperar ainda mais também pode recorrer ao empréstimo pessoal que será concedido pelas instituições financeiras de acordo com o perfil do consumidor.

Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo atuante na chamada "massa de mídias", trazendo mais um braço da pluralidade de opinião em detrimento do mito da imparcialidade.
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário