Ainda não sacou o Pis/Pasep? R$ 24 bilhões estão parados nos bancos – Saiba se você tem direito

Abono salarial PIS/PASEP: Calendário fica suspenso até 2022 - Entenda o motivo!
Abono salarial PIS/PASEP: Calendário fica suspenso até 2022 - Entenda o motivo!

Muitas pessoas esperam por meses para conseguirem fazer o saque do seu PIS/PASEP, principalmente porque é um dos direitos do trabalhador brasileiro, do qual só pode ser sacado em alguns momentos específicos durante o calendário do mesmo.

Você sabia que muitas pessoas ainda não fizeram o saque do mesmo? Veja abaixo o porque isso está acontecendo, quais são as principais causas, o que isso pode ocasionar dentro da economia e muito mais.

Publicidade

Publicidade

Fique ligado e continue lendo para entender melhor.

PIS/PASEP: dinheiro parado nos bancos

PIS/PASEP: dinheiro parado nos bancos
PIS/PASEP: dinheiro parado nos bancos| Fonte: Caixa

Um total de R$24,5 bilhões, do qual é exclusivamente referente aos pagamentos dos quais não foram resgatados do PIS/PASEP e também do abono salarial, estão parados nos bancos brasileiros.

Dessa forma, é interessante destacar que se os trabalhadores que possuem o direito não fizerem a procura pelo mesmo, podem acabar ficando sem esse benefício, principalmente porque há um prazo para conseguir fazer o saque desses valores.

Publicidade

Publicidade

Especificamente das cotas do PIS/PASEP, esse dinheiro só tem a possibilidade de ser sacado até o mês de maio de 2025. Quando o assunto é o abono, ele vence logo nesse mês, mais exatamente no dia 30 de junho, dessa forma, se o beneficiário não executar o saque, ficará sem o dinheiro em questão.

Já foi anunciado pela Caixa Econômica Federal o pagamento das primeiras cotas do PIS, logo no início de fevereiro deste ano – contando com o ano-base de 2019.

Os clientes da Caixa fazem o recebimento do dinheiro logo na conta, sendo que para aqueles que não eram clientes do banco em questão, foi realizada a abertura de uma conta poupança digital gratuita, da qual inclusive foi usada para realizar o pagamento do auxílio emergencial daqueles que tinham direito a este recebimento também.

Esse saque tem a possibilidade de ser feito até o dia 30 de junho.

Em todo o calendário de pagamento do exercício de 2020/2021 do abono salarial referente ao PIS – Programa de Integração Social -, será disponibilizado pela Caixa uma quantia de R$17 bilhões para cerca de 22,2 milhões de trabalhadores que possuem o direito ao recebimento do mesmo.

Como funciona o PIS/PASEP?

O PIS/PASEP pode ser sacado por aquelas pessoas que trabalharam em empresas ou em órgãos públicos entre o ano de 1971 até 1988, sendo assim, se esse cotista morreu, os herdeiros possuem o direito por lei de receber esse benefício pela Caixa Econômica Federal.

Publicidade

Publicidade

Esse saque pode ser feito rapidamente nas agências da Caixa, sendo que para que se possa sacar o valor – principalmente em caso de morte -, o responsável deve levar o seu documento de identificação em conjunto com outro documento do qual faça a comprovação de herdeiro – uma certidão de óbito ou de inventário.

Além dessas questões em específico, o trabalhador também precisa cumprir alguns pré requisitos, que são:

  • Ter a carteira assinada pelo tempo mínimo de 5 anos;
  • Receber a quantidade igual ou menor do que dois salários mínimos;
  • Ter registro na CLT por pelo menos 30 dias seguidos;
  • Esteja informado no RAIS – Relatório Anual de Informações Sociais.

Para realizar o saque do dinheiro, é necessário ir até a agência do banco em questão dentro da data de liberação, que pode ser acessada no calendário liberado pelo governo.

É importante destacar que os dois programas são diferentes entre si, porém, que no final, o intuito é o mesmo, só mudando os beneficiados em questão.

Publicidade

O PIS é destinado para os funcionários do setor privado, enquanto o PASEP é para aqueles funcionários que atuam dentro do setor público.

Publicidade

Outro ponto de divergência é que o primeiro tem coordenação integral pela Caixa, enquanto o segundo, é manejado pelo Banco do Brasil.

Esse dinheiro é recolhido pelas empresas, sendo alocado direto no FAT – Fundo do Amparo ao Trabalhador, onde certa quantidade fica guardada no governo, enquanto a outra, é permitida de se fazer o saque via abono salarial.

Ademais, algumas partes desse fundo são destinadas para o seguro-desemprego e também para o FGTS, os variados programas sociais e por fim, ao BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento.

Publicidade

Publicidade

Agora que você já sabe mais sobre como funciona o PIS/PASEP, é importante ficar de olho em quando será a sua data de saque, caso tenha esse direito, fazendo-a o quanto antes.

Continue lendo em nosso site esta e demais informações referentes aos benefícios do trabalhador, além de muito mais.

Marcela MazettoJornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.
Veja mais ›
Fechar