Auxílio Emergencial: Pagamento hoje (22/5) da 2ª parcela para nascidos em junho

Trabalhadores nascidos em junho, inscritos no Cadastro Único e que não fazem parte do Bolsa Família recebem a segunda parcela do Auxílio Emergencial neste sábado (22). O benefício será depositado na conta poupança digital do aplicativo Caixa Tem. 

Quando o valor da segunda parcela do Auxílio Emergencial cair na conta, o beneficiário poderá pagar contas online, fazer transferências e comprar no cartão virtual. Mas os saques só poderão ser realizados a partir do dia 9 de junho.

Publicidade

Publicidade

A segunda parcela do Auxílio Emergencial pode ser consultada no aplicativo do benefício, no site da Caixa Econômica Federal ou na própria plataforma do auxílio.

aplicativo do auxílio emergencial

Calendário de pagamento Auxílio Emergencial 2021

Confira abaixo o calendário de depósito da segunda parcela do Auxílio Emergencial para trabalhadores inscritos no CadÚnico, mas que não fazem parte do Bolsa Família:

Nascidos em janeiro: 

Publicidade

Publicidade

  • 2ª parcela: 16/05;
  • Saque: 31/05.

Nascidos em Fevereiro: 

  • 2ª parcela: 18/05;
  • Saque: 01/06.

Nascidos em Março: 

  • 2ª parcela: 19/05;
  • Saque: 02/06.

Nascidos em Abril:

  • 2ª parcela: 20/05;
  • Saque: 04/06.

Nascidos em Maio:

  • 2ª parcela: 21/05;
  • Saque: 08/06.

Nascidos em Junho: 

  • 2ª parcela: 22/05;
  • Saque: 09/06.

Nascidos em Julho: 

  • 2ª parcela: 23/05;
  • Saque: 10/06.
Publicidade

Publicidade

Nascidos em Agosto:

  • 2ª parcela: 25/05; 
  • Saque: 11/06.

Nascidos em Setembro:

  • 2ª parcela: 26/05;
  • Saque: 14/06.

Nascidos em Outubro:

  • 2ª parcela: 27/05; 
  • Saque: 15/06.

Nascidos em Novembro: 

  • 2ª parcela: 28/05;
  • Saque: 16/06.
Publicidade

Nascidos em Dezembro:

Publicidade

  • 2ª parcela: 30/05;
  • Saque: 17/06.

Agora saiba quais são as datas de pagamento do benefício para cidadãos inscritos no Bolsa Família:

Nº do NIS terminado em 1: 

  • 2ª parcela: 18/05;
  • 3ª parcela: 17/06;
  • 4ª parcela: 19/07.

Nº do NIS terminado em 2: 

  • 2ª parcela: 19/05;
  • 3ª parcela: 18/06;
  • 4ª parcela: 20/07;
Publicidade

Publicidade

Nº do NIS terminado em 3: 

  • 2ª parcela: 20/05;
  • 3ª parcela: 21/06;
  • 4ª parcela: 21/07.

Nº do NIS terminado em 4: 

  • 2ª parcela: 21/05;
  • 3ª parcela: 22/06;
  • 4ª parcela: 22/07.

Nº do NIS terminado em 5: 

  • 2ª parcela: 24/05;
  • 3ª parcela: 23/06;
  • 4ª parcela: 23/07.

Nº do NIS terminado em 6: 

  • 2ª parcela: 25/05;
  • 3ª parcela: 24/06;
  • 4ª parcela: 26/07.

Nº do NIS terminado em 7: 

  • 2ª parcela: 26/05;
  • 3ª parcela: 25/06;
  • 4ª parcela: 27/07.

Nº do NIS terminado em 8: 

  • 2ª parcela: 27/05;
  • 3ª parcela: 28/06;
  • 4ª parcela: 28/07.

Nº do NIS terminado em 9: 

  • 2ª parcela: 28/05;
  • 3ª parcela: 29/06;
  • 4ª parcela: 29/07.

Nº do NIS terminado em 0: 

  • 2ª parcela: 31/05;
  • 3ª parcela: 30/06;
  • 4ª parcela: 30/07.

Tenho direito a receber Auxílio Emergencial?

Com as novas regras estabelecidas para o Auxílio Emergencial 2021, não foram permitidos novos inscritos no programa, ou seja, apenas beneficiários já inscritos em 2020 estão recebendo os depósitos do governo.

Mas os critérios do Governo Federal e da Caixa para selecionar os usuários inscritos que receberiam o benefício em 2021 foram:

  • Brasileiros inscritos no Cadastro Único e no Bolsa Família;
  • Cidadãos com renda familiar total de até R$ 500;
  • Cidadãos com renda familiar de até três salários mínimos (R$ 3,3 mil);
  • Trabalhadores informais;
  • Brasileiros que não tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 ou rendimentos isentos acima de R$ 40 mil naquele ano;
  • Pessoas que não sejam donas de bens de valor superior a R$ 300 mil até fim de 2019.

Foram automaticamente excluídos do programa:

  • Residentes médicos;
  • Multiprofissionais;
  • Estudantes beneficiados por bolsas de estudo;
  • Estagiários e similares. 

Quem também ficou de fora do Auxílio Emergencial 2021 foram as pessoas que recebem qualquer tipo de benefício assistencial, trabalhista, previdenciário ou de transferência de renda do governo em 2020 – exceto Bolsa Família e abono salarial.

Auxílio Emergencial 2021

A nova etapa do Auxílio Emergencial foi concedida aos brasileiros em 2021 devido ao agravamento da pandemia no país. Mas existem algumas diferenças na prorrogação do programa, como o valor do benefício e o número de parcelas.

Agora, o valor médio recebido pelos cidadãos é R$ 250. Mulheres chefes de família têm direito a R$ 375 e famílias unipessoais recebem R$ 150. O benefício está sendo concedido em três parcelas, com término previsto para julho.

O que não muda é forma de recebimento e movimentação dos valores, que segue pelo Caixa Tem. Dúvidas e outras informações podem ser consultadas pelo número 111, da Central Telefônica da Caixa ou no site do Auxílio Emergencial.

Jornalista formada pela Universidade Luterana do Brasil de Canoas/RS. Repórter, apresentadora, roteirista e redatora, com experiência em rádio, televisão e online.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário