Sport não resiste à força do Corinthians e é derrotado pelo líder do Brasileirão

0

O Sport esteve longe, muito longe de ser a equipe que tiraria a invencibilidade do Corinthians na Série A. Engolido pelo líder absoluto do Brasileirão desde os primeiros minutos de jogo, o Leão foi superado com facilidade pelo Timão, por 3 a 1, na noite deste sábado, na Arena Corinthians. Os gols paulistanos foram marcados por Guilherme Arana, Rodriguinho e Pedro Henrique. Tallyson descontou.

A derrota fechou a participação das duas equipes no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O Corinthians chegou aos 47 pontos. Os rubro-negros, com 28, dependem de um tropeço do Cruzeiro diante do Botafogo para terminar a fatia da competição inserido no G6. O Leão terá pela frente agora a primeira semana livre de jogo do ano. Só volta a campo no domingo (13), contra a Ponte Preta, na Ilha do Retiro.

O jogo

O Sport sentiu desde os primeiros minutos a força daquela que é a melhor defesa da Série A. Mais do que isso, daquele que é o time mais bem treinado da competição. O Corinthians não lidera o Brasileiro de ponta a ponta em vão. Com o sistema defensivo impecável, repetiu com o Leão o veneno que vem oferecendo aos demais adversários ao longo de todo o primeiro turno: cedendo campo para os rubro-negros, com tiveram maior posse de bola (58%) e contra-atacando de maneira veloz, objetiva e quase sempre fatal.

Logo aos 5 minutos, o primeiro lance tradicionalmente corintiano. Cássio lançou longo, Romero rolou para Rodriguinho e Magrão salvou a primeira. Três minutos depois não deu para o goleiro. Fagner deixou Osvaldo e Sander para trás, cruzou, Maycon furou e Guilherme Arana chegou batendo cruzado, preciso para o gol. A única chance de gol do Sport veio no lance seguinte. Após escanteio, Durval ganhou de Arana e Cássio salvou.

No mais, o Leão rodou com a bola em busca de espaço. Em vão. Impecável na marcação (e detalhe: sem qualquer falta nos 46 minutos iniciais), o Timão não oferecia espaço. Bem marcados, Everton Felipe e Osvaldo pouco produziram pelas pontas. Diego Souza até tentava recuar para buscar jogo, mas muito lento, o time não progredia. Aos 40, por muito pouco Clayson não amplia, sendo travado na hora do arremate por Durval. Era preciso mudar a estratégia para o segundo tempo.

Segundo tempo

Mas nem deu tempo. Luxemburgo optou por não mexer no intervalo. E viu o time sofrer o segundo gol com 19 segundos. Roubada de Corinthians, Rodriguinho recebe em velocidade, avança e, sem marcação, acerta um belo chute no ângulo: 2 a 0. Sem conseguir sair da marcação, aos 14 minutos o Leão fez duas alterações de uma vez: saíram Everton Felipe e Osvaldo para as entradas de Juninho e Anselmo. Não fez efeito.

Aos 20, Pedro Henrique subiu sozinho e testou de baixo para cima. Magrão ainda tocou na bola, mas não evitou o terceiro gol corintiano. As melhores chance rubro-negras vieram com André. E ele foi mal demais nas duas. Aos 25, driblou Pedro Henrique e chutou fraco, em cima de Cássio. Na segunda, aos 33, ficou cara a cara com o goleiro e finalizou rasteiro, para mais uma defesa. O gol de honra veio aos 37. Um golaço, diga-se. Tallyson arriscou de longe e acertou o ângulo. Aos 44, ainda deu tempo de André perder mais um. Estava sacramentada a derrota.

Ficha do jogo

Corinthians 3
Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon (Camacho), Clayson (Pedrinho), Rodriguinho e Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille

Sport 1
Magrão; Samuel Xavier, Henríquez, Durval e Sander; Rithely, Patrick (Tallyson), Diego Souza, Everton Felipe (Juninho) e Osvaldo (Anselmo); André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: Arena Corinthians, em São Paulo. Árbitro: Wagner Reway (FIFA-MT). Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grondo (ambos do MT). Gols: Guilherme Arana (8’ do 1ºT), Rodriguinho (18’’ do 2ºT), Pedro Henrique (20’ do 2ºT) (C); Tallyson (37’ do 2ºT) (S). Cartões amarelos: Romero (C); Henríquez, Samuel Xavier (S) Público: 41.279. Renda: R$ 2.446.519,40.

Do Superesportes

Comentários