Taxa de juros do Casa Verde e Amarela é reduzida: saiba como financiar um imóvel

Conheça as taxas de juros do Casa Verde e Amarela

De acordo com o governo federal novas medidas serão implementadas no Casa Verde e Amarela.

Conheça as taxas de juros do Casa Verde e Amarela

Vale recordar que o programa habitacional foi lançado no ano passado a fim de substituir o Minha Casa Minha Vida.

Publicidade

Publicidade

Em baixa

Praticamente um ano após o lançamento, não é possível observar avanços em relação a entrega de casas que se apresenta abaixo da média de anos anteriores.

Além disso, até o momento nenhuma moradia foi regularizada ou contemplada com reformas. 

Por conta desse cenário o programa está sofrendo diversas críticas, especialmente em um momento onde centenas de famílias perderam suas fontes de renda e estão sendo despejadas em plena pandemia.

Publicidade

Publicidade

Mudanças

Um anúncio feito pelo Ministério do Desenvolvimento Regional apontou que haverá redução da taxa de juros para alguns beneficiários do programa.

Também será feita uma ampliação do teto de gastos com o valor dos imóveis destinados à habitação popular, bem como o aumento do número de famílias beneficiadas pelas menores taxas de juros do programa.

De acordo com o ministro Rogério Marinho o valor reservado ao programa até 2024 é de aproximadamente R$67 bilhões.

No momento, cerca de R$56 bilhões estão sendo disponibilizados e a expectativa do governo é que no próximo ano e em 2023 os valores sejam entre R$61 bilhões e R$64 bilhões, respectivamente.

Taxas de juros

Ao longo da cerimônia no Palácio do Planalto, o ministro comentou que “Nós estimamos inicialmente mais de 150 mil novas unidades habitacionais que serão ofertadas, além daquelas que estão disponibilizadas dentro do programa”.

O anúncio também indicou que, independentemente do valor do imóvel, famílias que recebem até R$2 mil serão contempladas com as seguintes taxas de juros: 

  • 4,25% no Norte e Nordeste para cotistas do FGTS; 
  • 4,75% no Norte e Nordeste para quem não é cotista do FGTS;
  • 4,5% no Sul, Sudeste e Centro-Oeste para cotistas do FGTS; 
  • 5% o Sul, Sudeste e Centro-Oeste para quem não é cotista do FGTS.
Publicidade

Publicidade

É importante mencionar que até o final do próximo ano as famílias com renda mensal entre R$4 mil e R$7 mil terão redução de 0,5 ponto porcentual. 

Além disso, as taxas serão de 7,16% ao ano para cotistas do FGTS durante três anos ou mais e 7,66% para quem não é cotista.

Imóveis

Também foi alterado o teto do valor dos imóveis disponíveis para financiamento de acordo com a região e o tamanho da população local. Veja:

  • Para metrópoles do Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo: passou de R$240 mil para R$264 mil; 
  • Para metrópoles do Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina: passou de R$215 mil para R$236,5 mil; 
  • Para as demais regiões: passou de R$190 mil para R$209 mil.

Também foi incluída uma modalidade de financiamento onde os estados e municípios devem assegurar contrapartida de 20% do valor do residencial, além do terreno. 

Publicidade

Como forma de troca, famílias com renda mensal de até R$4 mil terão o valor de entrada no imóvel próprio reduzido ou zerado.

Publicidade

Estados

Conforme o secretário nacional de Habitação, Alfredo dos Santos, “O que nós estamos propondo no programa Parcerias, dentro do Casa Verde e Amarela, é que estados e municípios, juntos ou separados, garantam uma contrapartida que tire da família a obrigatoriedade da entrada”.

Segundo Santos, diante da contrapartida de estados e municípios, o subsídio pode atingir até 40% do valor de compra e venda. 

Já o ministério aponta que fechou acordos com 10 Estados, como Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rondônia, Bahia, Ceará, Pernambuco e Alagoas.

Critérios

Publicidade

Publicidade

Apesar das mudanças, a renda mensal para enquadrar as famílias nos grupos do programa não foi alterada. Sendo assim, os critérios seguem sendo:

  • Grupo 1: famílias com renda de até R$2 mil mensais;
  • Grupo 2: famílias com renda entre R$2 mil e R$4 mil mensais;
  • Grupo 3: famílias com renda entre R$4 mil e R$7 mil mensais.

Para saber como solicitar o financiamento, acompanhe as informações abaixo.

Como financiar

Para fazer um financiamento por meio do programa Casa Verde e Amarela é necessário se enquadrar em algum dos grupos mencionados anteriormente.

Depois disso, as famílias interessadas devem providenciar uma simulação a fim de saber quanto deverá investir, bem como entregar a documentação necessária no Caixa Aqui ou em uma agência Caixa.

As instituições serão responsáveis por analisar o cadastro e o pedido a partir da documentação fornecida e da documentação do imóvel escolhido. 

Em caso de aprovação, a instituição financeira indicará as melhores condições para realizar o financiamento e o contrato já poderá ser assinado.

Bancos tradicionais

As taxas de juros dos bancos tradicionais foram atualizadas recentemente. Veja!

  • Itaú: o crédito tradicional passou de 7,3% ao ano mais TR para 8,3% ao ano mais TR e  a modalidade com juros da poupança teve redução de 3,95% ao ano para 3,45%;
  • Santander: o banco elevou a taxa de 7,99% ao ano mais TR para 8,99% mais TR;
  • Banco do Brasil: o crédito tradicional passou de 6,55% ao ano mais TR para 6,85% ao ano mais TR;
  • Bradesco: os juros para crédito estão a partir de 8,50% ao ano mais TR.

Para saber qual financiamento contratar é importante avaliar suas questões financeiras.

Fontes: R7, G1 e FDR.

Felipe CalboJornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo atuante na chamada "massa de mídias", trazendo mais um braço da pluralidade de opinião em detrimento do mito da imparcialidade.
Veja mais ›
Fechar