IPTU 2023: capital estuda alterar cálculo e AUMENTAR valor do imposto; outros estados também vão aderir?

Elouise Lopes

19/10/2022

Entrou em discussão na Câmara Municipal de Curitiba um projeto que prevê a correção do valor cobrado no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e da coleta de lixo na cidade para o ano de 2023.

O imposto pode ficar mais caro ou mais barato para os moradores, a depender de alguns fatores, caso essa revisão seja feita.

Capital estuda alterar cálculo do IPTU e aumentar o imposto

A Câmara Municipal de Curitiba começou a discutir um projeto que prevê a correção do cálculo do IPTU e os moradores da capital paranaense poderão passar a pagar mais caro ou barato o valor do imposto.

De acordo com a administração municipal, o aumento ou não do imposto vai depender de alguns fatores. A revisão que tem como objetivo atualizar o cálculo é prevista na legislação vigente.

Mais especificamente, a proposta mencionada prevê a atualização da Planta Genérica de Valores, que serve de base de cálculo do imposto. A atualização deve respeitar o limite de até 20%, mais a variação da inflação de dezembro de 2021 a novembro de 2022.

O projeto foi protocolado na sexta-feira (14) e tem 45 dias para ser votado.

Veja também: Uso do FGTS futuro para financiamento de imóveis foi APROVADO; veja os detalhes e condições

Outros estados vão aderir?

De acordo com a prefeitura de Curitiba, a capital possui a mesma base de cálculo desde 2014.

Em geral, o reajuste é feito no primeiro ano de cada gestão da Prefeitura de cada capital. No caso de Curitiba, a pandemia do Covid-19 fez com que a proposta foi prorrogada para 2022.

Em alguns dos estados brasileiros, houve regularização e aumento do IPTU ainda no começo deste ano. Com isso, é possível que não haja reajuste significativo em determinadas localidades até o ano que vem.

Veja também: Uber lança empréstimos de R$ 1 mil a R$ 10 mil a motoristas; conheça as condições para contratar

Elouise Lopes
Escrito por

Elouise Lopes

Redatora WebGo Content e bacharelanda em Comunicação Organizacional na UTFPR.

0

Aguarde, procurando sua resposta