Segure o bolso… 5 produtos que ficarão ainda mais caros no supermercado com o aumento dos combustíveis

Segure o bolso... 5 produtos que ficarão ainda mais caros no supermercado com o aumento dos combustíveis

A Petrobras na última quinta-feira (10) anunciou o aumento no preço do combustível, que foi considerado o mais expressivo nos últimos tempos. Já na sexta-feira (11), os postos tinham autorização para reajustar os valores.

Diferente do início do ano, em que houve queda do preço da gasolina, a gasolina chegou a atingir o valor de dez reais em alguns lugares do Brasil, com a inflação decretada recentemente.

Publicidade

Publicidade

Nesta matéria do NoDetalhe, você confere 5 produtos que deverão ficar ainda mais caros no supermercado diante da alta dos combustíveis e entende o por quê. Confira!

Top 5 produtos mais caros, após a alta dos combustíveis

Segure o bolso... 5 produtos que ficarão ainda mais caros no supermercado com o aumento dos combustíveis
Estes 5 produtos ficarão ainda mais caros no supermercado em decorrência do aumento do combustíveis. Saiba quais e por quê. (Imagem: Pexels/Divulgação)

Desde a última sexta-feira (11), os postos de abastecimento estiveram autorizados a repassar os reajustes pelos percentuais de 18,8% na gasolina e 24,9% no diesel. A população teve reação negativa sobre a alta da inflação, já que, desde janeiro de 2021, os reajustes têm pesado diretamente no bolso dos cidadãos.

Este reajuste recente no preço do combustível não será o único problema a ser enfrentado pela população brasileira nos próximos meses. Isso porque, com o aumento dos preços dos combustíveis, outros mercados tendem a sofrer com inflação. A estimativa do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2022 é passar de 6,2% para 7,5%.

Publicidade

Publicidade

Em especial, 5 produtos deverão sair mais caros do que de costume nos supermercados. O primeiro deles é o gás de cozinha, que já teve um aumento de 16,1%. Da mesma forma, a tendência é que os alimentos (como parte do conjunto de commodities) sofram um aumento expressivo. A cenoura, por exemplo, teve preço dobrado em 2022.

Não será surpresa também que haja reajuste nas tarifas de transportes públicos, pois a pressão para o aumento dos preço também deverá acontecer. Da mesma forma, os valores de frete tendem a se tornar cada vez mais caros, sendo um fator de risco para toda a população.

De outro modo, as empresas podem simplesmente deixar os produtos mais caros na lojas virtuais, mantendo o valor do frete.

Para ajudar os brasileiros de baixa renda, o Governo Federal já está em busca de implementar o chamado Auxílio-Gasolina que, se aprovado, o benefício deverá contemplar taxistas, motoristas de aplicativo, motociclistas e condutores de pequenas embarcações, com preferência aos trabalhadores dessas profissões que já estão inscritos no Auxílio Brasil.

Embora a criação do programa tenha justificativas plausíveis, que é amenizar os gastos da população brasileira que mais sofre com a alta da inflação, alguns políticos se mostraram contrários à proposta do programa.

Empresas privadas, como é o caso do iFood, um dos principais aplicativos de entrega do país atualmente, tomou a iniciativa de criar o programa do vale-gasolina, com valor de até R$ 150.

Por que esse aumento acontece?

Publicidade

Publicidade

O mega aumento no preço do combustível influencia diretamente na expectativa de inflação para 2022. Os produtos, como o gás de cozinha, alimentos e outros, sofrem aumento dos preços porque a cadeia logística no país é baseada no transporte rodoviário.

O problema é que a tendência é para que a macroeconomia do país, que tem desencadeado no encarecimento dos produtos, se agrave cada vez mais com o passar do tempo, especialmente devido à alta generalizada das commodities agrícolas e metálicas.

Segundo André Braz, o analista de inflação do Ibre-FVG, o maior impacto relacionado ao combustível está previsto para este mês de março em 1,5%, com uma possível queda posterior para 0,47%.

O que pode se entender é que a alta da inflação tende a exigir do Banco Central (BC) o reforço perante o aumento dos juros ao longo do ano de 2022, bem como a manutenção de uma taxa mais elevada até o ano que vem. Portanto, devemos esperar grandes impactos em decorrência do aumento do preço do combustível.

Publicidade

Veja também: Auxílio Brasil retoma pagamentos nesta semana; Vale-Gás também será pago. Entenda como receber

Publicidade

Elouise LopesRedatora WebGo Content e bacharelanda em Comunicação Organizacional na UTFPR. Fã de café à meia noite e amante de fotografia de paisagens naturais.
Veja mais ›
Fechar