A surpreendente fortuna de Magnus Carlsen, ex-campeão mundial de Xadrez

Sergio Scarpa

16/01/2024

No mundo do xadrez, poucas figuras são tão emblemáticas quanto o norueguês Magnus Carlsen. Ex-campeão mundial e considerado um dos maiores enxadristas de todos os tempos, ele causou surpresa ao revelar uma fortuna que vai muito além dos ganhos de um tabuleiro de xadrez.

Este prodígio do jogo, que começou a trilhar seu caminho para a independência financeira ainda na adolescência, não só atingiu esse objetivo como o superou, e hoje sua presença no mundo empresarial é tão estratégica quanto suas jogadas mestras.

Infância Prodígio e Estreia como Empreendedor

O interesse precoce de Magnus Carlsen pelo xadrez e seu desempenho excepcional levaram seus pais a tomar uma decisão pouco comum: formar uma empresa dedicada a administrar os ganhos potenciais do jovem prodígio.

Antes mesmo de atingir a maioridade, Carlsen já buscava sua independência financeira, um objetivo que, para muitos, seria ambicioso demais em tão curto prazo.

No entanto, com os movimentos certos e um olhar para o futuro, o jovem enxadrista consolidou seu caminho para tal meta de forma surpreendentemente rápida.

Atualmente Carlsen tem 33 anos, e segundo estimativas feitas por diversos sites, a fortuna do enxadrista gira em torno de 8 a 10 milhões de dólares.

Expansão e Diversificação de Atividades

Enxergando além, Carlsen não contentou-se em ser apenas uma estrela do esporte. Ele expandiu seu campo de influência, mergulhando no mundo empresarial com a mesma intensidade com que enfrenta seus oponentes.

Sua imagem e expertise tornaram-se ferramentas valiosas, atraindo o patrocínio de empresas notáveis como Unibet, Isklar e Simonsen Vogt Wiig. Mas foi com a fundação da Play Magnus que ele verdadeiramente revolucionou sua presença no xadrez enquanto negócio.

A Play Magnus e Sua Incursão no Mercado

A ideia começou com um aplicativo e evoluiu para uma verdadeira plataforma multimídia, oferecendo jogos online, treinamento, publicação de livros e conteúdo digital no universo do xadrez. Com cerca de 250 funcionários e mais de 4 milhões de usuários, a Play Magnus se firmou como um gigante no setor.

Ao abrir capital, verificou-se a dimensão desse sucesso, com uma capitalização de mercado que gira em torno de impressionantes $115 milhões, tornando Carlsen o segundo maior acionista com 9% de participação por meio da Magnus Chess, a empresa criada para gerir seus rendimentos.

O Impacto da Pandemia e Estratégias de Crescimento

Ao enfrentar a crise global da COVID-19, a Play Magnus soube se adaptar ao cenário adverso, promovendo competições online com distribuição de prêmios que totalizaram $1,6 milhões. Atraiu, assim, patrocinadores de renome, capitalizando ainda mais prestígio e recursos financeiros.

Mesmo registrando um prejuízo de mais de $14 milhões em 2021, a empresa manteve planos ambiciosos para ampliar ainda mais sua atuação, mirando territórios estratégicos como a Índia e comparando sua visão para o futuro do xadrez a franquias esportivas de sucesso como PGA e Fórmula Um.

Pressões e Desafios de Uma Imagem Vinculada ao Sucesso

O pai de Magnus, Henrik Carlsen, expressou que a responsabilidade de ser o rosto de uma empresa de tal magnitude traz peso e expectativas elevadas, mas essa pressão não impediu o enxadrista de separar seu desempenho nas competições de suas atividades comerciais.

Sua performance excepcional nos torneios, inclusive, tem elevado a percepção de valor da Play Magnus, reforçando sua posição de destaque no mercado e sua reputação como uma lenda viva do esporte.

Investimento Familiar e Visão de Longo Prazo

A confiança da família Carlsen no empreendimento é tão sólida que, mesmo com flutuações no mercado de ações, optaram por aumentar sua participação na empresa.

Esse reforço de convicção e capital reitera não só a crença no modelo de negócio da Play Magnus, como também a independência financeira que Magnus Carlsen almejava e, sem dúvida, já alcançou.

Sergio Scarpa
Escrito por

Sergio Scarpa

Formado em Administração e Psicologia, e também fez curso de desenho. Fã de games, desenhos animados, séries e filmes.

0

Aguarde, procurando sua resposta