Auxílio Brasil e Vale-Gás: atualize seu Cadastro Único e aumente suas chances de aprovação

Confira tudo o que você precisa saber sobre o Cadastro Único e descubra como atualizá-lo para ter mais chances de conseguir benefícios

Ter Cadastro Único para programas sociais do governo federal (CadÚnico) é um dos principais requisitos para receber benefícios como o Auxílio Brasil e Vale-Gás.

No entanto, para aumentar suas chances de recebê-los é essencial que o CadÚnico esteja atualizado nos últimos dois anos. É justamente aí que muitos se perguntam: afinal, como atualizar o cadastro?

Publicidade

Publicidade

A seguir, explicamos como atualizar o seu e damos mais informações sobre o cadastro. Continue a leitura e descubra!

O que é o CadÚnico?

Auxílio Brasil e Vale-Gás: atualize seu Cadastro Único e aumente suas chances de aprovação

Trata-se do Cadastro Único para programas sociais do governo federal. Ele abrange dados de famílias brasileiras e possibilita que o governo tenha informações sobre a situação econômica delas.

Com base nesses dados, o governo consegue criar benefícios sociais que realmente atendam a população, bem como redirecionar recursos financeiros da melhor forma.

Publicidade

Publicidade

Quais benefícios posso receber com o CadÚnico?

O CadÚnico é utilizado para concessão de diversos benefícios sociais. A seguir, você confere uma lista com os principais:

  • Auxílio Brasil;
  • Vale-Gás (também chamado de Auxílio-Gás);
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Casa Verde e Amarela;
  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu);
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Isenção de taxas de inscrição em concursos públicos e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem);
  • Carteira do idoso;
  • Programa Nacional do Microcrédito Produtivo Orientado (Plano Progredir).

Estes são somente alguns dos benefícios, mas a lista abrange outros para pessoas idosas, jovens, trabalhadores rurais, ou seja, para um público variado.

Além disso, as informações do CadÚnico também são utilizadas pelos governos estaduais e municipais para concessão de benefícios locais como os escolares, de gás e aos trabalhadores.

Um detalhe importante: ter o CadÚnico não significa a entrada imediata nesses programas sociais. Para receber benefícios, o candidato deve cumprir outros requisitos de renda do programa. Mas o cadastro é um dos principais pré-requisitos para que seu perfil seja avaliado nos programas, portanto, é muito importante!

Quem pode se inscrever no CadÚnico?

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou renda mensal total de até três salários mínimos;
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastro esteja vinculado à inclusão em programas sociais;
  • Pessoas que moram sozinhas, que são as que constituem as famílias unipessoais;
  • Pessoas que vivem em situação de rua, tanto sozinhas como com a família.

Como se inscrever no CadÚnico?

O Cadastro Único é feito no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou posto de atendimento mais próximo de sua residência. A seguir, indicamos como funciona esse processo:

Pré-cadastro no site ou aplicativo CadÚnico

O pré-cadastro tem como finalidade agilizar o atendimento no CRAS ou posto de atendimento. Não é obrigatório, mas pode ser interesse para realizar todo o processo rapidamente. Acesse o site CadÚnico ou aplicativo para realizá-lo.

Compareça a um CRAS ou posto de atendimento

Publicidade

Publicidade

Após o pré-cadastro, você tem 120 dias para comparecer ao CRAS ou posto do Cadastro Único mais próximo de sua residência para finalizar a inscrição. Na ocasião precisará apresentar a documentação exigida, que é a seguinte:

  • CPF ou título de eleitor do responsável familiar (pessoa que faz o cadastro);
  • Documento de identificação de pessoas que moram na mesma casa (RG, certidões de nascimento e casamento, carteira de trabalho, entre outros).

Entrevista de cadastro e confirmação do NIS

A pessoa responsável pelo cadastro passa por uma entrevista sobre a família e é preciso informar quem faz parte dela, como é a casa onde vive, se há pessoas com deficiência e crianças, entre outros detalhes.

Em seguida, os dados levantados são inseridos no Sistema do CadÚnico, que fará checagens e verificará se as pessoas da família já possuem Número de Identificação Social (NIS). Em caso negativo, o sistema gera um para elas, para que possam participar de programas sociais.

Como atualizar dados do CadÚnico?

A atualização dos dados deve ser feita a cada dois anos ou quando houver alteração de informações, como a mudança de alguém da família. Caso fique sem atualizar por quatro anos, a família é excluída do CadÚnico.

Publicidade

Para atualizar é simples, basta comparecer a uma CRAS ou posto de atendimento com a documentação exigida para cadastro. O responsável familiar passará por uma nova entrevista e novos dados serão inseridos no sistema. Ao realizar esse procedimento, a família consegue manter benefícios sociais, se ainda cumprir outros requisitos dos programas.

Publicidade

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário