Imposto de renda 2022: como declarar empréstimos? Por que eles não devem ficar de fora?

Confira o porquê é importante declarar empréstimos no imposto de renda 2022 e como informá-los ao preencher a declaração

Na hora de entregar a declaração do imposto de renda 2022, é comum surgirem diversas dúvidas. Não é para menos, afinal, ninguém quer cair na malha fina.

Uma das dúvidas mais comuns é sobre a obrigatoriedade de declarar empréstimos. Preciso realmente declarar? Se sim, como incluí-los na declaração de IR?

Publicidade

Publicidade

A seguir, respondemos todas essas dúvidas, bem como apresentamos mais informações importantes sobre a declaração de imposto de renda 2022. Continue a leitura e confira!

É obrigatório declarar empréstimo no imposto de renda 2022?

Imposto de renda 2022: como declarar empréstimos? Por que eles não devem ficar de fora?

De acordo com uma regra da Receita Federal, o contribuinte precisa declarar empréstimos a partir de R$ 5 mil, mas somente se entrar em outra regra de obrigatoriedade de declaração.

Por exemplo, suponha que precise declarar porque sua renda tributável em 2021 foi acima de R$ 28.559,70. Neste caso, seria obrigado a declarar, também, o empréstimo acima de R$ 5 mil feito no ano-base.

Publicidade

Publicidade

Na prática, isso significa que se o contribuinte não entrar em nenhuma outra regra de obrigatoriedade de declaração do imposto de renda 2022, ele não precisa declarar somente pelo empréstimo.

Quem precisa declarar imposto de renda 2022?

Falamos acima que o contribuinte só precisa declarar empréstimos acima de R$ 5 mil se ele se encaixar em uma regra de obrigatoriedade de entrega da declaração.

E quem é obrigado a declarar o imposto de renda 2022? A seguir, listamos os principais casos. Confira e descubra se seu perfil está entre os casos de obrigatoriedade:

  • Recebimento de rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2021. Entram salários, aposentadoria, pensões, renda de aluguéis ou rendimentos como autônomo;
  • Recebimento de mais de R$ 40 mil em rendimentos isentos, por exemplo, indenizações trabalhistas, saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e seguro desemprego;
  • Posse de bens e investimentos que somam mais de R$ 300 mil, por exemplo, imóveis e veículos;
  • Obtenção de lucro com a venda de bens, como imóvel ou veículo;
  • Uso de isenção de imposto na venda de imóvel para compra de outro em até 180 dias;
  • Realização de operações na Bolsa de Valores, não importa o valor ou quantia movimentada;
  • Recebimento de mais de R$ 142.798,50 com atividade rural ou prejuízo a ser compensado;
  • Estrangeiros que passaram a residir no Brasil em 2021.

Caso ainda esteja em dúvida se é obrigado a declarar, acesse o site da Receita Federal para conferir informações e obter orientações sobre como proceder.

Por que declarar empréstimos é importante?

A declaração de empréstimos no imposto de renda 2022 é importante para as contas de seus informes de rendimento fecharem. Dessa forma, a Receita Federal não encontrará discrepâncias que podem lhe fazer cair na malha fina.

Há a possibilidade de a Receita estranhar a aquisição de bens que são incompatíveis com a renda informada, principalmente se o contribuinte não explicar que contraiu a dívida para comprar esse item.

Como declarar empréstimos no imposto de renda 2022?

Publicidade

Publicidade

Precisa declarar empréstimos acima de 5 mil no imposto de renda 2022? Na hora de preencher a ficha, selecione a opção “dívidas e ônus reais” e insira as informações solicitadas, como o credor. Veja quais são os códigos disponíveis:

  • Banco: 11 – estabelecimento bancário comercial;
  • Financeira: 12 – sociedade de crédito, financiamento e investimento;
  • Credor (empréstimo entre pessoas físicas): código 13.

Empréstimos já declarados devem ser informados no IR 2022?

Os empréstimos que foram declarados em anos anteriores e continuam ativos devem ser informados. Neste caso, declare somente parcelas que foram pagas em 2021, bem como o saldo do empréstimo ao final do ano.

Mas atenção a um detalhe: as informações devem ser registradas no campo “valor pago em 2021”, para assegurar o preenchimento da declaração corretamente.

Como declarar empréstimos renegociados?

É preciso ter um pouco mais de atenção para declarar empréstimos que foram renegociados em 2021. Neste caso, o contribuinte deve conferir se o contrato anterior foi encerrado.

Publicidade

No campo “discriminação”, informe que o empréstimo foi renegociado, repita no campo “situação em 31/12/2020” o valor que está na declaração de 2020 e preencha R$ 0,00 no campo “situação em 31/12/2021”.

Publicidade

Tributação de empréstimos

Quem concede empréstimos a terceiros deve informar a transação na ficha “bens e direitos”. Os juros recebidos precisam constar na ficha de “rendimentos tributários recebidos de pessoa física ou do exterior pelo titular”.

Os juros recebidos com o empréstimo são tributados pela tabela progressiva, que é a mesma aplicada em casos de aluguel e carnê leão.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário