São Paulo começa a vacinar contra Covid-19 pessoas com 35 anos ou mais a partir de sexta-feira, 16 de julho

O governo e prefeitura de São Paulo começaram a vacinar a partir de hoje (16/07) pessoas com 35 anos. O calendário de imunização, que foi antecipado pelo governador João Doria (PSDB), terá continuidade nas próximas semanas, incluindo novas faixas etárias.

Confira, aqui, novidades sobre a vacinação contra Covid-19 na cidade de São Paulo e conheça as datas atualizadas do calendário de imunização.

Publicidade

Publicidade

vacinação sp

Calendário de vacinação Contra covid-19 na cidade de São Paulo

A cidade de São Paulo realiza hoje (16/07) a vacinação de pessoas com 35 anos. No sábado (17/06), fará uma repescagem para o público de 35 a 37 anos que ainda não conseguiu se imunizar. Veja, a seguir, quais são as datas do calendário atualizado:

  • 35 anos: 16 de julho;
  • Repescagem entre 35 e 37 anos: 17 de julho;
  • 34 anos: 19 de julho;
  • 33 anos: 20 de julho;
  • 32 anos: 21 de julho;
  • Repescagem entre 32 e 34 anos: 22, 23 e 24 de julho.

Vale lembrar que essas são as datas oficiais do calendário fracionado utilizado pela capital. Caso esteja em outra cidade de São Paulo, verifique o calendário de seu município, porque as datas podem ser diferentes.

Além disso, de acordo com a prefeitura, quem pertence à faixa etária de grupos anteriores e ainda não tomou sua primeira dose pode se dirigir aos postos de vacinação sem problema algum, conseguindo se vacinar normalmente.

Publicidade

Publicidade

Documentos para tomar vacina contra Covid-19 em São Paulo

Para se vacinar, é importante ter consigo um comprovante de endereço e um documento de identificação com foto (RG) e CPF. Se quiser agilizar o processo, faça um pré-cadastro no site Vacina Já, criado pelo governo do estado. O pré-cadastro não é obrigatório, mas ajuda a reduzir o tempo de espera na fila.

Onde tomar vacina contra Covid-19 em São Paulo

A vacina contra Covid-19 é dada em UBS (Unidade Básica de Saúde), AMA (Assistência Médica Ambulatorial), megapostos e drive thru espalhados pela cidade. Para conferir a lista completa de endereços, basta visitar o site da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo. Confira, a seguir, os horários de atendimento:

  • UBS e AMA: das 7h às 19h;
  • Megaposto: das 8h às 17h;
  • Mega drive thru e farmácia: das 8h às 17h.

Filômetro SP

A prefeitura de São Paulo lançou um site que é um filômetro: nele, você consegue conhecer antecipadamente a situação do posto de vacinação mais próximo, conseguindo saber o tamanho da fila e se há vacina (caso não tenha, o atendimento estará como suspenso).

O site é o De Olho na Fila e é simples utilizá-lo: basta acessá-lo, selecionar o local em que irá se vacinar ou região da capital, o bairro e a unidade de atendimento. Ao utilizá-lo, você consegue se programar melhor para ir ao local em um horário com filas reduzidas.

Xepa de vacina contra Covid-19 em São Paulo

Pessoas com mais de 18 anos de idade, com ou sem comorbidades, podem se cadastrar na lista da xepa das vacinas para tentar receber previamente uma das doses que sobram ao final do dia em uma UBS ou posto de vacinação.

Para fazer o seu cadastro, basta se dirigir a uma UBS ou posto de vacinação, apresentar um comprovante de endereço, RG e CPF, bem como informar um telefone para contato.

Publicidade

Publicidade

Na lista da xepa, a prefeitura dá prioridade para lactantes sem comorbidades acima de 18 anos, estagiários da área da saúde e pessoas com mais de 18 anos de idade, respectivamente.

Governador testa positivo para Covid-19 pela segunda vez

O governador João Doria testou positivo para Covid-19 pela segunda vez nesta quinta-feira (15/07), mesmo após ter tomado as duas doses da CoronaVac, o que fez com que alguns questionassem a eficácia da vacina.

Esse é um equívoco comum, mas é importante esclarecer que nenhuma das quatro vacinas disponíveis no Brasil oferece imunidade de 100%, portanto, ainda há a possibilidade de pegar a doença.

O que a vacina faz é reduzir o risco de ter um caso grave de Covid-19, que é aquele que exige hospitalização e leva à morte. Se infectada, a pessoa vacinada normalmente tem sintomas leves da doença. Daí a importância de se vacinar: assim, dá para reduzir expressivamente o risco de morte e de ter sintomas e sequelas graves.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário