Auxílio Brasil menor que o Bolsa Família? Essa é a realidade de milhares de família. Entenda

Após o fim da primeira rodada de pagamentos do Auxílio Brasil, muitos beneficiários têm reclamado que receberam um valor menor do que tinha direito com o Bolsa Família.

Neste primeiro mês do novo programa, apenas quem já recebia o Bolsa Família teve acesso ao novo benefício. Segundo o governo, essa transferência de um programa para o outro seria automática e não haveria redução no valor do benefício.

Publicidade

Publicidade

Entretanto, muitas pessoas estão afirmando nas redes sociais que não tiveram o reajuste prometido para o novo benefício. Segundo o Ministério da Cidadania seria de 17,84%, enquanto outras relatam que o valor chegou a diminuir.

Beneficiários relatam casos de valores menores que o Bolsa Família
Beneficiários do Auxílio Brasil afirmam ter recebido valor menor do que o Bolsa Família. Foto: Arquivo/Agência Brasil

Um dos casos levantados pela Agência O Globo é o de Ana Rosa Novaes, de 22 anos, moradora de Salinas (MG). Desempregada, Ana Rosa é mãe de um bebê com menos de 1 ano e recebia R$ 212 de Bolsa Família.

Com o Auxílio Brasil, a jovem afirma que o valor caiu para R$ 149. Contudo, ela disse que ainda não obteve explicações por parte da central de atendimento do Ministério da Cidadania.

Publicidade

Publicidade

Procurado, o ministério afirmou que só poderia responder sobre o caso de Ana Rosa com os número do seu CPF ou NIS, mas ela preferiu não informar os dados.

O que fazer se o Auxílio Brasil for menor do que o Bolsa Família?

Segundo o Ministério da Cidadania, as regras do Auxílio Brasil preveem que famílias que tiverem o valor da parcela reduzido com o novo programa têm direito ao Benefício Compensatório de Transição.

Nesse caso, é pago um valor adicional à parcela mensal para que ela seja igual ao do último mês de pagamento do Bolsa Família, ou seja, outubro. De acordo com o ministério, 5,7 milhões de família receberam este benefício em novembro. Todavia, a partir de dezembro a expectativa é que o valor seja igual ao do antigo programa.

Quem não teve direito ao benefício compensatório no último mês pode procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo. Enfim, lá é possível tirar dúvidas e tentar resolver o problema, ou acessar a central de relacionamento do Ministério da Cidadania.

Felipe MatozoJornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
Veja mais ›
Fechar