Celular Seguro: 5 coisas que você precisa saber sobre o programa do governo

Eduardo Peres

18/02/2024

Com o avanço da tecnologia, os celulares tornaram-se bens preciosos e, infelizmente, alvos frequentes de roubos e furtos. Pensando na segurança dos usuários, o Governo Federal desenvolveu o aplicativo Celular Seguro. Mas você sabe como ele funciona e o que é necessário para usufruir dessa proteção? Acompanhe os detalhes a seguir e entenda melhor esta nova ferramenta de segurança.

Celular Seguro: 5 coisas que você precisa saber sobre o programa do governo

5. O que é o aplicativo “Celular Seguro”

O aplicativo Celular Seguro é uma inovação do Governo Federal que visa proteger o cidadão contra os inconvenientes causados pelo roubo ou furto de aparelhos móveis. Este serviço permite que usuários bloqueiem o seu dispositivo de maneira eficaz e rápida para prevenir usos indevidos.

Ao fornecer informações vitais como marca, modelo e IMEI do celular, as pessoas criam um mecanismo de defesa que conecta órgãos oficiais e instituições financeiras, viabilizando o bloqueio quase instantâneo das funcionalidades do telefone, incluindo o acesso a contas bancárias e linhas telefônicas.

4. É preciso fazer o cadastro no Gov.br para usar o aplicativo?

Para ter acesso ao Celular Seguro é fundamental que o usuário esteja cadastrado na plataforma Gov.br. Este processo é feito pela internet, exigindo informações pessoais que confirmem a identidade do indivíduo. Além disso, durante esse cadastro, é possível associar a conta bancária ao serviço, reforçando o nível de proteção em caso de perda do dispositivo.

3. Quem é a “pessoa de confiança” no app?

Essa é uma característica bastante relevante do aplicativo, pois permite que o usuário escolha alguém de sua confiança para agir em sua defesa. Essa pessoa de contato, devidamente cadastrada no sistema com todos os dados necessários, tem a autoridade para registrar uma ocorrência de bloqueio, caso o dono do celular não possa fazê-lo. Sendo assim, em momentos de urgência, ter alguém de confiança é um grande diferencial para acelerar o processo de segurança do aparelho.

2. Há limite de aparelhos para cadastrar no app?

A boa notícia é que não existe um número máximo de dispositivos móveis que uma pessoa pode registrar no Celular Seguro. Contudo, é importante que a linha telefônica de cada aparelho esteja vinculada ao CPF do usuário, garantindo, assim, a legitimidade e eficácia na hora de efetivar o bloqueio do telefone.

1. Em quanto tempo o celular será bloqueado?

Depois de disparar o alerta de roubo ou furto através do aplicativo, o tempo de resposta para o bloqueio pode variar. Instituições bancárias têm o compromisso de iniciar o processo em até 30 minutos, enquanto a ANATEL requer um prazo de até 24 horas para bloquear o IMEI do aparelho. Quanto ao bloqueio de linhas telefônicas pelas operadoras, há uma expectativa de ação rápida, que deve ocorrer a partir do dia 9 de fevereiro, apesar de ainda não haver um tempo definido para essa ação ser completada.

É fundamental ressaltar que, caso o celular seja encontrado após o bloqueio, o usuário deverá entrar em contato com as operadoras e bancos envolvidos para solicitar o desbloqueio e voltar a usar o aparelho normalmente. O Celular Seguro faz parte de uma parceria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, ANATEL, FEBRABAN, ABR TELECOM, entre outras entidades, que trabalham de forma integrada para que o bloqueio e a comunicação sejam eficientes e seguros.

Para utilizar os serviços do aplicativo Celular Seguro e se proteger contra os problemas decorrentes de roubos e furtos, faça o download do aplicativo através da App Store ou da Google Play Store.

Confira também: 4 Celulares Usados da Samsung que valem a pena comprar no precinho

Eduardo Peres
Escrito por

Eduardo Peres

Redator da WebGo Content desde janeiro de 2022. Tenho interesse por assuntos como história, política, filmes, séries (preferencialmente de ação, aventura e ficção científica), além da literatura e pela tecnologia, principalmente por videogames.

0

Aguarde, procurando sua resposta