Converter auxílio-doença em aposentadoria por invalidez: como calcular

Converter auxílio-doença em aposentadoria por invalidez como calcular (1)
Fonte/Reprodução: Original

Desde sua criação, o auxílio-doença é um recurso de extrema importância para os trabalhadores, já que garantem para eles uma quantia por mês caso sofram algum acidente ou alguma doença que os impeça de trabalhar temporariamente.

A aposentadoria por invalidez tem critérios parecidos, porém a sua principal diferença é que esse benefício fica de forma permanente.

Publicidade

Publicidade

Por causa da proximidade entre os dois benefícios, existem muitas dúvidas quanto ao funcionamento de cada um. Por isso, vamos conferir um panorama com foco na aposentadoria por invalidez bem como explicar como solicitar e os critérios para fazer o pedido do recurso.

Quando o auxílio doença se torna aposentadoria por invalidez?

Com o contexto da pandemia do Covid-19, observou-se que muitos trabalhadores buscam alcançar a aposentadoria por invalidez, já que existem muitos que ficaram com sequelas pelo resto da vida por causa do impacto da doença.

Como as condições de trabalho foram afetadas permanentemente, o segurado pode pedir a transformação do auxílio-doença em aposentadoria por invalidez.

Publicidade

Publicidade

Converter auxílio-doença em aposentadoria por invalidez como calcular (2)

Fonte/Reprodução: original

Quais as regras para conversão de auxílio-doença em aposentadoria por invalidez?

Para complementar o que foi dito, segundo a lei, é necessário que o segurado esteja no mínimo a 12 meses sem trabalhar, ou tempo de carência; também é solicitado a qualidade de segurado e, por último, a incapacidade permanente para o trabalho, conforme foi abordado.

Vale lembrar que para a aprovação do último ponto, é necessário comprovar com exames médicos.

Como é feito o cálculo do valor da aposentadoria por invalidez depois da conversão?

Assim que houve a Reforma da Previdência, o cálculo para a aposentadoria por invalidez tem por referência de modo geral o correspondente a 60% da média salarial de arrecadação e com a soma de 2% para cada ano. Porém, caso a invalidez tenha surgido por causa de um acidente de trabalho ou de uma doença no local, o trabalhador pode exigir 100% do valor de contribuição.

E com isso, chegamos ao fim! Espera-se que com tudo que foi apresentado, você tenha compreendido as diferenças da aposentadoria por invalidez e as formas de fazer a solicitação desse serviço.

Gostou do nosso conteúdo, então compartilhe para que outras pessoas tenham acesso à informação de qualidade, continue a ler os posts do site.

Flavio CarvalhoGestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
Veja mais ›
Fechar