Empreendedores prejudicados na pandemia terão auxílio de R$ 1 mil do governo de SP

Empreendedores prejudicados na pandemia terão auxílio de R$ 1,000 do governo de SP, confira a notícia para ficar esperto.

O governo do estado de São Paulo comunicou a abertura das matrículas para o novo programa voltado para o auxílio de empreendedores que sofreram consequências por causa da pandemia de Covid-19. O chamado Bolsa Empreendedor vem para auxiliar profissionais que trabalham no formato autônomo a se estabilizarem no mercado novamente.

Esse benefício engloba o programa Bolsa Povo e terá o valor de duas parcelas no valor de R$ 500 para todos os inscritos. Os cadastros poderão ser feitos até janeiro do ano que vem. 

Publicidade

Publicidade

Qual o intuito do Bolsa Empreendedor?

O principal intuito dessa bolsa é dar assistência aos empreendedores formais ou informais que passaram ou passam por dificuldades por conta da pandemia.

A Bolsa Empreendedor é constituída por três alicerces básicos para todos seus inscritos: cursos para qualificação extra empreendedora, ajuda para formalizar a atividade de empreendedor e bolsa-auxílio.

Empreendedores prejudicados na pandemia terão auxílio de R$ 1,000 do governo de SP (2)
Fonte/Reprodução: original

Os cursos oferecidos serão ministrados pelo SEBRAE e vão abordar fundamentos de negócios e como consolidar um empreendimento. Na parte de formalização da atividade empreendedora, os cadastrados vão aprender a assegurar todos seus direitos com a disponibilização de informações sobre o MEI.

Publicidade

Publicidade

A Bolsa-auxílio estará disponível no valor de até R$ 1.000, o pagamento é dividido em duas parcelas de R$ 500 e seguirão o calendário do Governo de SP. Esse dinheiro prevê o fortalecimento do negócio que foi abalado. 

Como isso pode ajudar a população de SP e a economia da cidade?

 Houve um crescimento de 24% das MEIs, além de uma porcentagem alarmante de desemprego entre os jovens. O programa Bolsa Empreendedor poderá apoiar não só trabalhadores informais, mas também pessoas que estão atualmente desempregadas.

Assim, haverá oportunidade de conseguir sua renda ao se tornar um Microempreendedor Individual. 

De acordo com Patrícia Ellen, atual secretária do Desenvolvimento Econômico, em um primeiro momento é necessário levar ajuda para quem mais necessita. O crescimento econômico só deve ser pensado a partir da distribuição aos que não o alcançam. 

Como solicitar o Bolsa Empreendedor?

Para os empreendedores com interesse no programa, a inscrição será realizada  pela página do governo. No primeiro acesso, basta optar pela aba descrita como ‘’Bolsa Empreendedor’’. A efetivação da inscrição de cada candidato será feita através do e-mail cadastrado ou via SMS. 

Após a confirmação, o Sebrae-SP compartilhará os dados sobre horários e locais que serão ministrados os cursos. Também haverá a possibilidade de realizar os cursos no formato online.

Publicidade

Publicidade

Em caso de aprovação, os empreendedores farão o curso de formação empreendedora através do Sebrae com duração de uma semana, 20h para o formato presencial e 10h online. 

Após o término do curso e abertura oficial do MEI, cada inscrito terá o pagamento da bolsa de R$ 500 conforme o calendário proposto. 

Podem realizar a inscrição todas as pessoas que atualmente não trabalham ou empreendedores informais e formais. O programa disponibilizará prioridade máxima a candidatos que sejam mulheres, pretos, indígenas, jovens de até 35 anos e PCDs. 

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário