Gasolina pode ficar quase 50 centavos mais barata neste estado

Gasolina pode ficar quase 50 centavos mais barata neste estado
Gasolina pode ficar cerca de R$ 0,50 mais barata em São Paulo. Foto: Skitterphoto/Canva

Nesta segunda-feira (27/06), o governo do Estado de São Paulo anunciou uma redução da alíquota de ICMS que deve deixar a gasolina mais barata para o consumidor final.

A medida diminuiu o ICMS que incide sobre a gasolina de 25% para 18%. Com isso, o governo estima uma queda de cerca de R$ 0,48 no valor do litro nos postos.

Publicidade

Publicidade

De acordo com o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), a redução do imposto deve fazer com que o preço médio do litro no estado caia para R$ 6,50.

Redução do ICMS também deixa gasolina mais barata em Goiás

Gasolina pode ficar cerca de R$ 0,50 mais barata em São Paulo. Foto: Skitterphoto/Canva

Além de São Paulo, o Estado de Goiás oficializou a redução do ICMS sobre combustíveis, energia elétrica e serviços de comunicações. Com a medida, o valor de incidência do imposto no estado fica em 17%.

No caso de Goiás, a alíquota de ICMS sobre a gasolina era de 30%. Dessa forma, a redução no estado deve ser ainda maior do que em São Paulo. Segundo o governo de Goiás, a gasolina deve ficar aproximadamente R$ 0,85 mais barata no estado.

Publicidade

Publicidade

Em ambos os estados, a redução do ICMS se deu após sanção presidencial da lei que limita a cobrança do imposto sobre combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. Enquanto isso, outros 11 estados e o Distrito Federal acionaram o STF nesta terça-feira (28) contra a lei.

Governador de SP explica que ICMS não é vilão dos preços dos combustíveis

Durante coletiva de imprensa na segunda, Rodrigo Garcia afirmou que a redução no imposto é uma “contribuição” do Estado para reduzir os preços. No entanto, o governador destacou que o ICMS “não é o vilão” da disparada dos combustíveis, pois o imposto é estadual e a política de preços da Petrobras é nacional.

Sabemos que temos um problema na macroeconomia, na política de preços internacionais do petróleo e também na Petrobras, que ganha muito e devolve pouco para a população deste país”, ressaltou Garcia.

Além disso, o governador também cobrou medidas do governo federal e da Petrobras para evitar novos aumentos nas próximas semanas.

VEJA TAMBÉM: Vale a pena trocar gasolina por etanol? Ajuda a economizar?

Felipe MatozoJornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
Veja mais ›
Fechar