O que é a revisão do auxílio-doença?

O que é a revisão do auxílio-doença (1)
Fonte/Reprodução: original

O INSS iniciou o processo de revisão do auxílio-doença para aqueles que tiveram o benefício disponibilizado a partir do ano de 2020 e sem execução da perícia médica. Com isso, é possível que beneficiários tenham os valores do benefício revistos, em alguns casos a quantia pode chegar a ser superior que o salário mínimo atual.

Espera-se que seja executável a revisão de pelo menos 200 mil auxílios-doença no Brasil, número obtido através das solicitações do aplicativo Meu INSS. 

Publicidade

Publicidade

Como funciona a revisão de benefícios do INSS?

O processo de revisão de valores do benefício do INSS é algo agenciado pelo próprio dependente. O objetivo de cada revisão é que o valor recebido até o momento aumente caso sejam encontrados erros ou lacunas no cálculo. 

Para realizar o pedido é necessário que o beneficiário dirija-se para uma agência destinada à Previdência Social. Antes disso, aconselha-se o agendamento por telefone, utilize o número 135 da Central de Atendimento do INSS. 

O que é a revisão do auxílio-doença (2)
Fonte/Reprodução: original

Outra forma mais ágil para esse processo é a utilização do portal Meu INSS. Essa plataforma presta serviços de forma gratuita para todos seus usuários. 

Publicidade

Publicidade

Basta acessar e ir para área de ‘’Agendamentos ou Solicitações’’. Lá ficará disponível o botão descrito como ‘’Novo requerimento’’. Assim, é possível a escolha de ‘’Recurso e Revisão’’, dando início ao processo de solicitação para a revisão do INSS.

Após o envio e atualização dos dados pessoais e cadastrais, aprove o acompanhamento do processo. Deste modo, você terá acesso ao avanço dos procedimentos via plataforma, Central de Atendimento e e-mail.

Quanto tempo leva a revisão e como acompanhar a solicitação?

A maior dúvida entre os beneficiários é sobre o prazo de avaliação deste processo. Estima-se que o prazo para o INSS finalizar a solicitação de revisão do auxílio-doença é de até 30 dias. Esse prazo começa a contar no momento em que o interessado entrega os documentos requeridos.

Costuma-se pedir como documentos comprobatórios os laudos técnicos, fichas previdenciárias com a descrição de períodos em trabalho, além dos de identificação, como RG, CPF ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Para aqueles que receberam uma resposta negativa do pedido de revisão e acharem incoerente, é necessário que entre com recursos administrativos, assim uma outra análise estará disponível para realização. 

Flavio CarvalhoGestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
Veja mais ›
Fechar