Pagamento do IPVA 2022 em Petrópolis será adiado devido à tragédia

Após tragédia, governo do Rio publica lei que adia o calendário de pagamento do IPVA RJ 2022 em Petrópolis para o segundo semestre.

O governo do Rio de Janeiro adiou para o segundo semestre o calendário de pagamento do IPVA RJ 2022 para proprietários de veículos de Petrópolis.

A medida acontece por conta das fortes chuvas que atingiram a cidade nesta semana, o que gerou a decretação de estado de calamidade pública na região. A Lei 9.563, que garante a prorrogação, foi publicada na edição desta quinta-feira (17/02) do Diário Oficial do Estado.

Publicidade

Publicidade

Além disso, a lei também permite que comerciantes de Petrópolis parcelem débitos do ICMS com fatos geradores em 2022 sem incidência de juros e multa de mora.

ipva 2022 em petrópolis
Após tragédia, governo do Rio adia calendário de pagamento do IPVA 2022 em Petrópolis. Foto: Henrique Coelho/g1

Novo calendário de pagamento do IPVA 2022 em Petrópolis

A lei publicada hoje pelo governo do Rio adiou o pagamento do IPVA 2022 em Petrópolis para o segundo semestre, mas não prevê novas datas. Sendo assim, é importante que os motoristas da cidade fiquem atentos à divulgação do novo calendário.

Enquanto isso, para as demais regiões do Rio de Janeiro, segue valendo o mesmo calendário, que neste mês já está na segunda parcela do imposto.

Publicidade

Publicidade

No caso dos moradores de Petrópolis que perderam documentos durante o temporal, o Detran RJ fará uma ação especial na cidade para fornecer carteiras de identidade e habilitação para estas pessoas. O atendimento acontecerá nos próximos dias de forma itinerante, em escolas, ginásios e outros locais.

Além das medidas já citadas, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) irá repassar R$ 30 milhões para a prefeitura de Petrópolis.

Entenda a situação da cidade

A tempestade que atingiu Petrópolis na madrugada da última terça-feira (15) foi a pior na região desde 1932, conforme informou o governador Cláudio Castro (PL). Segundo ele, foram 240 milímetros de chuva em cerca de duas horas.

Até a manhã de hoje, o número de mortes causadas pela tragédia chegou a 104, e há registros de 134 desaparecimentos. Ao todo, cerca de 500 bombeiros estão trabalhando nas buscas aos desaparecidos.

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário