Pix: 5 dicas para evitar golpes e aumentar sua segurança

Se você é usuário do Pix, não deixe de conferir essas 5 dicas para aumentar a segurança e evitar cair em golpes envolvendo o Pix.

O uso do Pix é bastante comum enquanto método de pagamento. As transações com Pix chegaram a superar as transações com cartão de crédito e débito, tendo em vista a praticidade e a segurança que o Pix oferece. No meio disso, é importante se atentar a dicas para evitar golpes.

Até porque, por ser um método de pagamento bastante prático, nos últimos anos aumentou também o número de casos de golpes e fraudes envolvendo o Pix.

Publicidade

Publicidade

Nesta matéria do NoDetalhe, você fica sabendo de 5 dicas para evitar golpes utilizando Pix e aumentar a sua segurança. Confira!

1. Configure o limite de transações com Pix

Pix: 5 dicas para evitar golpes e aumentar sua segurança
Se você é usuário do Pix, não deixe de conferir essas 5 dicas para aumentar a segurança e evitar cair em golpes envolvendo o Pix. (Imagem: Divulgação/Banco Central do Brasil)

Com o aumento da criminalidade envolvendo o Pix, o Banco Central acabou estabelecendo certos limites ao uso da ferramenta. Agora é possível alterar o limite diário de movimentações via Pix direto no aplicativo do banco, assim como é possível determinar “contatos de confiança”, que são as pessoas para quem transações podem ser feitas mesmo fora do limite estabelecido por meio de reajuste.

Caso o celular caia em mãos erradas, o criminoso terá dificuldade em usar o Pix e o usuário poderá notificar o banco sobre o ocorrido e bloquear a conta, para evitar maiores transtornos.

Publicidade

Publicidade

2. Opte por senhas diferentes

Outro ponto a se observar é a utilização de senhas. Muitas pessoas utilizam a mesma senha para tudo, incluindo para os aplicativos de banco e até para a assinatura eletrônica. O ideal é utilizar senhas diferentes nesses meios, para evitar a surpresa negativa de sofrer um ataque hacker ou mesmo facilitar para aqueles criminosos que executam sequestro relâmpago.

Optar por senhas diferentes em aplicativos de banco pode fazer toda diferença na hora de aumentar a segurança e evitar golpes.

3. Não ative o reconhecimento facial para aplicativos de banco

Para aumentar a segurança, é recomendado não ativar o reconhecimento facial para aplicativo de bancos. Isso porque o Face ID não é uma opção segura o suficiente para quem quer manter a segurança, tendo em vista ataques hackers e falsificações da face do usuário. O reconhecimento facial é um dos métodos de segurança mais vulneráveis a esses fatores.

Sendo assim, dê preferência ao uso de senhas para proteger os aplicativos do seu celular e até mesmo o celular. Se você usa o Face ID como principal método de segurança em aplicativos de banco, acesse as configurações e altere o método.

4. Fuja de links suspeitos

Outra dica muito importante para se prevenir contra golpes envolvendo o Pix é fugir de links que sejam suspeitos. Existem muitos sites que existem para roubar dados de pessoas. Em geral, esses sites estão disfarçados de páginas que prometem prêmios e recompensas aos usuários, mas na verdade não passam de links maliciosos.

Nessas páginas, é comum que o usuário seja induzido a fornecer informações pessoais, que facilitam fraudes e golpes, assim como também é comum que o usuário acabe sendo vítima de roubo de dados por meio da instalação de programas que ficam ocultos em um determinado sistema, apenas coletando informações pessoais.

Publicidade

Publicidade

Tendo isso em vista, evite ao máximo clicar em links suspeitos.

5. Desconfie de números desconhecidos nos aplicativos de mensagem

Golpistas e demais criminosos do ambiente virtual costumam se passar por familiares e amigos de usuários de aplicativos de mensagem para conseguir dinheiro.

É comum que os usuários do WhatsApp, por exemplo, sejam abordados por números desconhecidos que contenham a foto de pessoas conhecidas, utilizando a identidade dessas pessoas para pedir dinheiro pelo Pix.

Caso um número desconhecido venha até você pedindo dinheiro, desconfie e não faça qualquer transferência sem se certificar de que se trata de uma pessoa conhecida.

Publicidade

Veja também: Tudo no Roxinho: nova promoção do Nubank vai distribuir até R$300 mil; veja como participar

Publicidade

Redatora WebGo Content e bacharelanda em Comunicação Organizacional na UTFPR. Fã de café à meia noite e amante de fotografia de paisagens naturais.
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário