Bolsas remanescentes Prouni 2021

O Prouni é um dos principais programas de concessão de bolsas de estudo do governo federal. Quem não consegue uma nas chamadas regulares ainda tem uma chance extra: a lista de espera para bolsas remanescentes.

Aqui, explicamos o que são essas bolsas remanescentes, quem pode concorrer a elas e como fazer para tentar o benefício. Confira e saiba como proceder!

prouni bolsas remanescentes

Como funciona o Prouni?

O Prouni (Programa Universidade para Todos) disponibiliza bolsas de estudo em instituições de ensino superior da rede particular. São bolsas de parciais de 50% e integrais. Podem participar do programa os seguintes candidatos:

  1. Estudantes ou aqueles que já concluíram o ensino médio na rede pública ou particular na condição de bolsista integral;
  2. Professores da rede pública de ensino, desde que no efetivo exercício do magistério na educação básica;
  3. Estudantes com deficiência.

Esses candidatos devem cumprir requisitos estabelecidos pelo programa. Abaixo, apresentamos quais são eles. Confira e veja se seu perfil se adequa:

  1. Ter renda familiar mensal bruta de até 1,5 salário mínimo por pessoa, se concorrer a uma bolsa integral;
  2. Possuir renda familiar mensal bruta de até 3 salários mínimos, caso concorra a uma bolsa parcial;
  3. Não ter diploma de curso superior;
  4. Ter participado do Enem mais recente e alcançado o mínimo de 450 pontos na média de notas, além de não ter zerado a redação.

O que são as bolsas remanescentes Prouni 2021?

As bolsas remanescentes correspondem a vagas que não foram ocupadas em chamadas regulares do Prouni. Quando isso ocorre, o programa disponibiliza essas bolsas aos candidatos que não foram aprovados em nenhuma lista do processo seletivo.

Quem pode se inscrever para a bolsa remanescente Prouni 2021?

O candidato interessado numa bolsa remanescente Prouni 2021 deve cumprir requisitos específicos para tentar a vaga. Veja, abaixo, o que é solicitado:

  1. Não ter sido pré-selecionado em chamadas anteriores do Prouni;
  2. Ter sido pré-selecionado, mas dispensado pela não formação de turma;
  3. Não ter termo de concessão de bolsa emitido no processo seletivo anterior ou atual do Prouni.

É importante esclarecer que essa lista de requisitos é básica e pode ser alterada conforme o processo seletivo. Caso seu perfil não se encaixe no que é solicitado, o sistema negará o registro de interesse na lista de espera para bolsas remanescentes.

Como se inscrever para a bolsa remanescente Prouni 2021?

Para conseguir uma bolsa remanescente do Prouni, o candidato deve registrar seu interesse no site oficial do programa. Abaixo, apresentamos um passo a passo para isso:

  1. Acesse o site do Prouni;
  2. Clique em “lista de espera”;
  3. Selecione “entrar com gov.br”;
  4. Informe seu CPF e clique em “avançar”;
  5. Digite sua senha de acesso e clique em “entrar”;
  6. Registre seu interesse na lista de espera e finalize o processo.

Caso tenha se esquecido de sua senha, é possível gerar outra na página inicial do portal gov.br. Se não atender os pré-requisitos para registro de interesse na bolsa remanescente, o sistema identificará isso e bloqueará a inscrição.

Resultado bolsa remanescente Prouni 2021

O resultado da bolsa remanescente Prouni sai de dois a três dias após o período de inscrição. Para saber a data exata, consulte o cronograma divulgado no site oficial do programa.

Fique atento às datas porque o período de entrega de documentos para confirmação das informações tem início imediato assim que o resultado é divulgado. Se não apresentar a documentação no prazo, perderá a bolsa de estudos.

Documentos para confirmação de informações Prouni

O candidato aprovado para uma bolsa remanescente do Prouni deve apresentar documentos específicos para ter acesso ao benefício e efetuar a matrícula. A seguir, confira o que costuma ser solicitado do aprovado e membros familiares:

  1. Documento oficial de identificação (RH, CNH ou passaporte);
  2. Comprovante de endereço atualizado (conta de energia elétrica, água, gás ou telefonia);
  3. Documentação que comprove a realização do ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em escola particular, por exemplo, o certificado de conclusão;
  4. Comprovante de renda (três últimos holerites, extrato bancário, CTPS atualizada, extrato de FGTS, declaração de IRPJ, entre outros).

A lista de documentos acima traz somente os comumente solicitados, mas existe a possibilidade de a instituição de ensino cobrar outros. Procure verificar com antecedência se é preciso apresentar mais documentos, para providenciá-los com antecedência.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário