Saque da 4ª parcela do Auxílio Emergencial é liberado para nascidos em dezembro

Aplicativo Caixa Tem
Aplicativo Caixa Tem na página inicial | Imagem: No Detalhe

A Caixa Econômica Federal libera hoje (18/08) o saque da quarta parcela do auxílio emergencial para nascidos em dezembro. Demais beneficiários também já têm acesso ao serviço. Confira, aqui, como sacar o auxílio!

Aplicativo Caixa Tem
Aplicativo Caixa Tem na página inicial | Imagem: No Detalhe

Como consultar o auxílio emergencial

A consulta ao auxílio é online e no site da Dataprev, no qual dá para conferir se o benefício ainda está ativo. Siga este passo a passo para lhe guiar na consulta:

Publicidade

Publicidade

  1. Acesse o site Dataprev auxílio emergencial 2021;
  2. Preencha o formulário;
  3. Marque a caixa de recaptcha;
  4. Clique em “enviar”;
  5. Selecione “auxílio 2021”.

Como sacar o auxílio?

O saque é feito em caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal, correspondentes Caixa Aqui e lotéricas mediante a apresentação de um código autorizador, pois a conta em que o benefício cai não possui cartão físico. Veja como obter esse código:

  1. Acesse o aplicativo Caixa Tem;
  2. Selecione “saque sem cartão”, disponível no menu de serviços;
  3. Toque em “saque do auxílio emergencial”;
  4. Selecione “gerar código para saque”;
  5. Informe sua senha e finalize.

Um detalhe importante: o código tem validade de uma hora, portanto, tente utilizá-lo dentro desse período. Caso não consiga, terá de gerar um novo para efetuar o saque, repetindo o passo a passo anterior.

Calendário de pagamentos do Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família

O calendário de pagamentos do auxílio emergencial para quem pertence ao Bolsa Família é o mesmo deste programa. Veja, a seguir, quando receberá as parcelas da prorrogação do auxílio:

Publicidade

Publicidade

NIS final 1

  • 5ª parcela – 18/08
  • 6ª parcela – 17/09
  • 7ª parcela – 18/10

NIS final 2

  • 5ª parcela – 19/08
  • 6ª parcela – 20/09
  • 7ª parcela – 19/10

NIS final 3

  • 5ª parcela – 20/08
  • 6ª parcela – 21/09
  • 7ª parcela – 20/10

NIS final 4

  • 5ª parcela – 23/08
  • 6ª parcela – 22/09
  • 7ª parcela – 21/10

NIS final 5

  • 5ª parcela – 24/08
  • 6ª parcela – 23/09
  • 7ª parcela – 22/10

NIS final 6

  • 5ª parcela – 25/08
  • 6ª parcela – 24/09
  • 7ª parcela – 25/10

NIS final 7

  • 5ª parcela – 26/08
  • 6ª parcela – 27/09
  • 7ª parcela – 26/10

NIS final 8

  • 5ª parcela – 27/08
  • 6ª parcela – 28/09
  • 7ª parcela – 27/10

NIS final 9

  • 5ª parcela – 30/08
  • 6ª parcela – 29/09
  • 7ª parcela – 28/10

NIS final 0

  • 5ª parcela – 31/08
  • 6ª parcela – 30/09
  • 7ª parcela – 29/10

Calendário de pagamentos Auxílio Emergencial 2021 público em geral

Trabalhadores que se cadastraram pela internet ou via CadÚnico recebem o auxílio em datas definidas de acordo com seu mês de nascimento. Confira quando as parcelas da prorrogação caem na conta:

Nascidos em janeiro

  • 5ª parcela – 20/08
  • 6ª parcela – 21/09
  • 7ª parcela – 20/10

Nascidos em fevereiro

  • 5ª parcela – 21/08
  • 6ª parcela – 22/09
  • 7ª parcela – 21/10

Nascidos em março

  • 5ª parcela – 21/08
  • 6ª parcela – 23/09
  • 7ª parcela – 22/10

Nascidos em abril

  • 5ª parcela – 22/08
  • 6ª parcela – 24/09
  • 7ª parcela – 23/10

Nascidos em maio

  • 5ª parcela – 24/08
  • 6ª parcela – 25/09
  • 7ª parcela – 23/10

Nascidos em junho

  • 5ª parcela – 25/08
  • 6ª parcela – 26/09
  • 7ª parcela – 26/10

Nascidos em julho

  • 5ª parcela – 26/08
  • 6ª parcela – 28/09
  • 7ª parcela – 27/10

Nascidos em agosto

  • 5ª parcela – 27/08
  • 6ª parcela – 29/09
  • 7ª parcela – 28/10

Nascidos em setembro

  • 5ª parcela – 28/08
  • 6ª parcela – 30/09
  • 7ª parcela – 29/10

Nascidos em outubro

  • 5ª parcela – 28/08
  • 6ª parcela – 01/10
  • 7ª parcela – 30/10

Nascidos em novembro

  • 5ª parcela – 29/08
  • 6ª parcela – 02/10
  • 7ª parcela – 30/10

Nascidos em dezembro

  • 5ª parcela – 31/08
  • 6ª parcela – 03/10
  • 7ª parcela – 31/10

Quem tem direito ao auxílio emergencial

Para receber o auxílio emergencial, a pessoa precisa cumprir requisitos do programa estabelecidos pelo governo federal. Veja quais são os principais:

  • Ter recebido o auxílio em 2020 e 2021 (no caso da prorrogação);
  • Possuir renda familiar por pessoa de até R$ 550,00, bem como renda familiar total de até R$ 3.300,00 ao mês;
  • Não ter emprego formal;
  • Não ser beneficiário de programas sociais, previdenciários, assistenciais ou trabalhistas, com exceção do Bolsa Família e abono salarial PIS/Pasep;
  • Ser maior de idade, exceto mães adolescentes;
  • Não ter, em 2019, bens acima de R$ 300.000,00;
  • Não ter recebido, no ano de 2019, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Vale reforçar que essa lista contém apenas requisitos principais, no entanto existem outros mais específicos. A lista completa de como deve ser o perfil do beneficiário está no site da Caixa Econômica Federal sobre o auxílio emergencial.

Valor do auxílio emergencial 2021

O governo criou três faixas de valores para o auxílio 2021, estabelecidas conforme a composição familiar dos beneficiários. Conheça quais são os valores:

  • Famílias com uma pessoa: R$ 150,00
  • Famílias com mais de uma pessoa: R$ 250,00
  • Mães chefes de família: R$ 375,00

Confira outras notícias sobre o Auxílio Emergencial na aba social aqui do No Detalhe. 

Flavio CarvalhoGestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
Veja mais ›
Fechar