5 dicas para proteger seu cartão de crédito em compras na internet

É essencial saber proteger o cartão de crédito na hora de realizar compras na internet. Confira essas 5 dicas para manter a segurança.

Nos últimos anos, as compras no varejo virtual ganharam destaque entre os consumidores, tendo em vista a pandemia do Covid-19, que resultou em um isolamento social que se estendeu por quase 2 anos. No meio disso, é essencial saber proteger o cartão de crédito.

Afinal de contas, a segurança das suas informações pessoais devem ser a sua prioridade, para evitar eventuais dores de cabeça.

Publicidade

Publicidade

Nesta matéria do NoDetalhe, você fica por dentro de 5 dicas para proteger o cartão de crédito na hora de realizar compras online. Confira!

1. Opte pelo cartão virtual em compras online

5 dicas para proteger seu cartão de crédito em compras na internet
É essencial saber proteger o cartão de crédito na hora de realizar compras na internet. Confira essas 5 dicas para manter a segurança. (Imagem: Pexels/Divulgação)

Ao optar por utilizar o cartão de crédito virtual, o usuário tem mais segurança do que ao utilizar a versão física, se o banco ou instituição financeira conceder esta modalidade. Afinal de contas, é possível configurar a versão digital para que exista de forma temporária.

Desse modo, com as informações expirando após determinado período de tempo, que pode ser definido pelo próprio proprietário do cartão, é possível manter o cartão protegido, de modo a realizar compras com maior segurança.

Publicidade

Publicidade

2. Fique atento à fatura do cartão

Outra forma de proteger o cartão de crédito é ficar de olho na fatura. Afinal, checar as compras registradas no extrato dá ao usuário o poder identificar eventuais fraudes.

Nesse caso, é interessante que o usuário mantenha as notificações do aplicativo do banco ou instituição financeira que utilizar para realizar as compras online, para ter um melhor controle sobre todas as movimentações envolvendo o cartão de crédito.

Quanto mais cedo o usuário detectar uma possível fraude, mais cedo poderá entrar em conta com a empresa em que a compra foi realizada para notificar a fraude e obter a restituição.

3. Escolha sites ou aplicativos confiáveis

Especialistas em cibersegurança também apontam para a necessidade de o usuário, na hora de realizar compras no e-commerce, optar por sites e aplicativos confiáveis, que tenham boas avaliações do usuários em lojas de aplicativo, como é o caso da App Store, Play Store, entre outras.

Também é bom checar reputação da loja em sites como Reclame Aqui e Procon, a fim de se prevenir de maus negócios na rede virtual.

Além de contar com boas avaliações, é interessante procurar por aquelas plataformas que contem com políticas que garantem maior segurança ao consumidor, como a possibilidade de reembolso e mais. O consumidor deve optar sempre por uma compra segura.

4. Evite salvar dados pessoais no navegador

Publicidade

Publicidade

Os navegadores possuem uma função que permite ao usuário salvar ou não dados pessoais, para preenchimento automático, incluindo dados do cartão de crédito.

Ainda que este recurso ofereça praticidade aos usuários, que não precisam ficar entrando sempre com as mesmas informações, esta função pode acabar se tornando motivo de dor de cabeça aos consumidores.

Afinal de contas, essas informações ficarão expostas a situações de invasão cibernética, o que irá comprometer os cartões de crédito que se encontram nos navegadores.

5. Use recursos extra de segurança

Outra dica para manter o cartão de crédito protegido é utilizar uma camada de segurança adicional. A bandeira Mastercad, por exemplo, possui a tecnologia chamada Mastercard Identity Check, que foi desenvolvida especialmente para compras online.

Publicidade

Essa função tem como principal objetivo garantir que as compras feitas pela internet sejam autenticadas pelo cliente, além de ajudar a identificar qualquer tentativa de fraude.

Publicidade

O ideal é optar pelo uso de camadas extra de segurança, como é o caso da Mastercard Identity Check, de modo que as movimentações necessitem da autorização do usuário para serem aprovadas.

Veja também: Saque extraordinário do FGTS começa hoje (20): descubra quem recebe e como solicitar

Redatora WebGo Content e bacharelanda em Comunicação Organizacional na UTFPR. Fã de café à meia noite e amante de fotografia de paisagens naturais. Adora sentir que está fora da própria bolha.

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário