Pix bate recorde de transações em um dia: 5 motivos para também usar esse método de pagamento

O Pix é uma forma de pagamento que ganhou bastante popularidade entre os brasileiros no último ano. Lançado em outubro de 2020 pelo Banco Central (BC), o Pix já bateu recorde de transações em um único dia.

Por se tratar de uma forma instantânea de pagamento, usuários preferem utilizar o Pix a usar cartões e outras formas de pagamento.

Publicidade

Publicidade

Nesta matéria do NoDetalhe, você fica sabendo de 5 motivos para usar o Pix como método de pagamento. Confira!

1. Pagamento rápido, prático e gratuito

Pix bate recorde de transações em um dia: 5 motivos para também usar esse método de pagamento
Esses 5 motivos podem fazer você começar a usar o Pix como forma de pagamento, caso ainda não esteja utilizando. Confira! (Imagem: Reprodução/Internet)

O Pix apenas cresce enquanto forma de pagamento. Em dezembro de 2021, o número de transações via Pix foi de 1,4 bilhão. No mês de janeiro, foram registradas 1,3 bilhão de operações. Embora tenha se percebido uma queda entre os dois meses, no mês de fevereiro, o mais curto do ano, houve 1,1 bilhão de transações.

Apenas no dia 4 de janeiro de 2022, foram registradas 54,6 milhões de transações.

Publicidade

Publicidade

O primeiro motivo por que o Pix é uma forma de pagamento que faz tanto sucesso é que o pagamento é feito de forma rápida, prática e gratuita. Basta entrar com a identificação do destinatário, conhecida como Chave Pix, e clicar em “confirmar” para realizar a transação que leva apenas 10 segundos para ser processada e o dinheiro cair na conta do destinatário.

2. Maior inclusão financeira

Além de ter a vantagem de ser um método de pagamento totalmente digital e que acontece em tempo real, outro motivo que pode levar o usuário a aderir a este método de pagamento é o fato de que não é necessário ter uma conta bancária para desfrutar do Pix.

Os usuários de contas digitais como PicPay e Mercado Pago podem fazer e receber pagamentos via Pix.

3. Forma de pagamento mais eficiente e menos burocrática

Infelizmente, uma das problemáticas envolvendo as modalidades tradicionais de transferência de dinheiro, como é o caso de TED e DOC, é a burocracia que elas apresentam. Além de ser necessário preencher diversas informações a respeito do destinatário da transferência, essas transações só podem ser feitas em dias úteis.

Isso quer dizer que, se o usuário quisesse fazer uma transação durante o fim de semana ou em feriados, isso não seria possível, até outubro de 2020, quando essa realidade foi modificada com o lançamento do Pix, pois o Pix funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana.

Para utilizar o Pix, como comentamos anteriormente, basta o usuário entrar com o tipo de chave Pix e com a própria chave Pix da pessoa para quem se deseja transferir dinheiro e, em seguida, confirmar a operação.

4. Usuário isento de taxas e tarifas

Publicidade

Publicidade

Como mencionamos anteriormente, o Pix é uma forma de pagamento gratuita. O usuário não precisa pagar qualquer taxa na hora de fazer ou receber uma transferência, diferente de quando se transfere dinheiro via TED ou DOC.

O usuário só precisa estar atento aos valores das transferências, pois, tendo em vista o aumento da criminalidade envolvendo o Pix, o Banco Central estabeleceu valores como limite em determinados horários, pensando na segurança do usuário.

5. Segurança de dados

O Pix é considerado um pagamento seguro pelo fato de excluir a necessidade de o cidadão andar com dinheiro em espécie, estando mais exposto a situações de roubo e furto. Mas o Pix, enquanto modalidade de transferência de dinheiro de uma conta para outra, também promove mais segurança de dados.

Isso porque o usuário não precisa conter informações pessoais do destinatário como nome completo, CPF etc. para realizar a operação. Basta saber a chave Pix.

Publicidade

Veja também: Banco do Brasil lança linha de crédito para caminhoneiros autônomos

Publicidade

Elouise LopesRedatora WebGo Content e bacharelanda em Comunicação Organizacional na UTFPR. Fã de café à meia noite e amante de fotografia de paisagens naturais.
Veja mais ›
Fechar