Auxílio Brasil 2022: pagamentos continuam na semana que vem; confira o calendário

Auxílio Brasil 2022 referente ao mês de maio começou a ser pago. Beneficiários com o final do NIS 3 recebem hoje, Veja o calendário completo

O pagamento do Auxílio Brasil 2022, referente ao mês de maio, começou nesta semana, no dia 18. Agora, por conta do final de semana, ele será pausado, mas na segunda-feira, os beneficiários com o final do Número de Identificação Social (NIS) 4, já vão ter acesso ao dinheiro. 

Neste mês, o ticket médio é avaliado em R$409,51. A quantia é depositada nas contas: Poupança Social Digital; Conta Corrente de Depósito à vista; Conta Especial de Depósito à vista; e Conta Contábil (plataforma social do Programa).

Publicidade

Publicidade

Calendário do Auxílio Brasil 2022 para maio

Auxílio Brasil 2022: pagamentos continuam na semana que vem; confira o calendário
Próximo pagamento do Auxílio Brasil 2022 está previsto para segunda-feira, dia 23 de maio. (Imagem: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Neste mês, o calendário do Auxílio Brasil 2022 começou no dia 18 de maio e vai até o dia 31. Veja quando os próximos depósitos serão realizados:

  • Final do NIS 1: 18/05;
  • Final do NIS 2: 19/05;
  • Final do NIS 3: 20/05;
  • Final do NIS 4: 23/05;
  • Final do NIS 5: 24/05;
  • Final do NIS 6: 25/05;
  • Final do NIS 7: 26/05;
  • Final do NIS 8: 27/05;
  • Final do NIS 9: 30/05;
  • Final do NIS 0: 31/05. 

Aumento do piso do Auxílio Brasil 2022

Já está valendo o aumento do piso do Auxílio Brasil 2022, que foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta semana. Agora, todas as famílias que participam do programa têm direito a receber, no mínimo, R$400,00 por mês. Antes, esse valor era de R$224. 

O novo valor é calculado a partir da soma de quatro benefícios, que fazem parte do programa:

Publicidade

Publicidade

  • Benefício primeira infância: R$ 130 para famílias com crianças de até três anos incompletos;
  • Benefício composição familiar: R$ 65 mensais para famílias com gestantes, lactantes ou pessoas entre três e 21 anos incompletos (o valor é pago uma vez para cada membro da família que se enquadre nessas situações);
  • Benefício de superação da extrema pobreza: destinado para famílias cuja renda familiar per capita mensal, mesmo somados os benefícios anteriores, seja igual ou inferior ao valor da linha de extrema pobreza;
  • Benefício compensatório de transição: concedido às famílias que eram beneficiárias do Bolsa-Família e que tiveram redução no valor recebido com o Auxílio Brasil. 

Quem é afetado pelo aumento do piso?

Com o piso permanente de R$400, as famílias que receberem mais de R$210 por pessoa e que tenham na composição familiar crianças, jovens de até 21 anos ou gestantes, ainda vão poder participar do programa por mais 24 meses. Ainda sim, os ganhos per capita não podem ultrapassar os R$ 525.

Se, após esses 24 meses, as famílias não tiverem mais acesso ao Auxílio Brasil e não receberem renda de outras fontes, elas poderão solicitar novamente a entrada no programa junto às prefeituras. Neste caso, elas terão prioridade na concessão do benefício. 

Quem pode participar do programa de transferência de renda?

Podem participar do Auxílio Brasil 2022:

  • Famílias em situação de extrema pobreza: renda familiar mensal per capita de até R$ 105,00;
  • Famílias sem situação de pobreza: renda familiar mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210,00;
  • Famílias em regra de emancipação;
  • Famílias com cadastro no CadÚnico atualizado há pelo menos dois anos

De acordo com o Governo Federal, a seleção dos participantes é feita automaticamente, considerando a estimativa de pobreza, a quantidade de famílias atendidas em cada município e o limite orçamentário anual do Auxílio Brasil, por meio do Sistema de Benefícios ao Cidadão (Sibec). A cada mês, mais famílias são comtempladas. 

Quem é beneficiário do programa de transferência de renda, também está apto para receber descontos na conta de luz, por meio do programa Tarifa Social de Energia Elétrica e ainda pode ganhar o Auxílio Gás, pago a cada dois meses.

Investimentos no Auxílio Brasil 2022 em maio

O investimento do Ministério da Cidadania será de R$7,3 bilhões. As regiões brasileiras com as maiores quantidades de beneficiários são:

  • Região Nordeste: 8,5 milhões de famílias;
  • Região Sudeste: 5,2 milhões de famílias;
  • Região Norte: 2,1 milhões de famílias;
  • Região Sul: 1,2 milhão de famílias;
  • Região Centro-Oeste: 937 mil famílias.
Publicidade

Publicidade

Já os estados que mais têm famílias participando do Auxílio Brasil são:

  • Bahia: 2,25 milhões de famílias;
  • São Paulo: 2,19 milhões de famílias;
  • Pernambuco: 1,44 milhão de famílias;
  • Minas Gerais: 1,43 milhão de famílias;
  • Rio de Janeiro: 1,34 milhão de famílias;
  • Ceará: 1,31 milhão de famílias.

Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário