AUXÍLIO BRASIL poderá voltar a ter VALOR PADRÃO em 2023; entenda

Alexandre G. Peres

25/07/2022

Nesta segunda-feira (25), o Secretário Especial do Tesouro e do Orçamento do Ministério da Economia, Esteves Colnago, afirmou que, em 2023, o Auxílio Brasil deverá retornar ao valor que estava sendo pago até então: R$ 400. O governo deverá definir este valor já nas previsões do Orçamento para o próximo ano.

Essa redução já era prevista, uma vez que o valor de R$ 600, criado pelo governo com a chamada “PEC dos Benefícios”, só está previsto para ser pago entre agosto e dezembro de 2022, sendo uma tentativa de Jair Bolsonaro de aumentar sua popularidade com as camadas mais pobres da população para as eleições deste ano — algo que vai contra as regras eleitorais.

De acordo com o secretário, a equipe econômica não é obrigada a incluir o valor adicional no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA). Ele ainda afirmou que o valor do benefício deverá se adequar ao teto de gastos, que limita o valor gasto nas despesas públicas à inflação.

Esse comentário de Colnago provavelmente foi motivado pelo fato de a PEC dos Benefícios furar o teto de gastos, criando um rombo de R$ 41,2 bilhões em despesas adicionais, resolvendo temporariamente um problema — a necessidade da população mais pobre em tempos de alta de inflação e de preço de combustíveis elevado, o que motivou até mesmo a oposição a votar a favor da PEC —, mas criando outro problema a médio e longo prazo. Para o secretário, “é um desafio considerável para gente conseguir manter [o auxílio em R$ 600]“.

Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago em agosto

AUXÍLIO BRASIL poderá voltar a ter VALOR PADRÃO em 2023; entenda (Imagem: No Detalhe)

Com a aprovação da PEC dos Benefícios no Congresso e com a sanção de Jair Bolsonaro, o novo valor do Auxílio Brasil começará a ser pago já em agosto.

Para tentar aumentar ainda mais os benefícios políticos colhidos pelo novo valor do benefício, o governo confirmou a antecipação do pagamento do Auxílio Brasil, que não mais será pago nos dez últimos dias úteis de cada mês. Em agosto, o calendário de liberação das parcelas será o seguinte:

  • NIS final 1 – 9 de agosto;
  • Final 2 – 10 de agosto;
  • Final 3 – 11 de agosto;
  • 4 – 12 de agosto;
  • 5 – 15 de agosto;
  • 6 – 16 de agosto;
  • 7 – 17 de agosto;
  • 8 – 18 de agosto;
  • 9 – 19 de agosto;
  • 0 – 22 de agosto.

Por enquanto, apenas a parcela de agosto foi antecipada; as demais seguem o calendário antigo.

Aproveite e leia também:
Empréstimo Caixa Tem de R$ 4.500: o que falta para ser liberado?

Alexandre G. Peres
Escrito por

Alexandre G. Peres

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação, revisão e editoração de textos para Web.