Auxílio Emergencial: beneficiários do Bolsa Família começam a receber a 7ª parcela

Beneficiários do Bolsa Família com NIS final 1 recebem hoje (18/10) a sétima parcela do Auxílio Emergencial. Confira, aqui, detalhes!

A Caixa Econômica Federal começa a pagar hoje (18/10) a 7ª parcela do Auxílio Emergencial. Desta vez, recebem os beneficiários do Bolsa Família com NIS final 1.

Aqui, você confere detalhes sobre o pagamento do Auxílio Emergencial, com o calendário atualizado. Acompanhe!

Publicidade

Publicidade

Pagamentos Caixa Tem
Aplicativo Caixa Tem | Imagem: No Detalhe

Quem recebe o Auxílio Emergencial hoje?

Somente beneficiários do Bolsa Família com dígito do NIS final 1. Quem pertence ao público em geral começa a receber a sétima parcela do benefício apenas em 20 de outubro.

Como consultar o Auxílio Emergencial?

Uma das formas de saber se você receberá a sétima parcela do benefício é fazendo uma consulta ao Auxílio Emergencial Dataprev. Nela, dá para verificar o status do benefício, se está cancelado ou não. A seguir, apresentamos um passo a passo para realizá-lo:

  1. Acesse o site Dataprev Auxílio Emergencial;
  2. Informe seu nome completo, CPF, nome de sua mãe e data de nascimento;
  3. Marque a caixa de recaptcha;
  4. Clique em “enviar”;
  5. Selecione “auxílio 2021”.

Auxílio Emergencial não caiu? Saiba o que fazer!

Estava recebendo o Auxílio Emergencial normalmente, mas a sétima parcela não caiu na sua conta? Neste caso, o primeiro passo a ser adotado é verificar se o benefício foi cancelado.

Publicidade

Publicidade

Para isso, basta fazer a consulta Auxílio Emergencial Dataprev que mencionamos acima, que é a alternativa que traz o motivo de um eventual cancelamento.

Caso esteja ativo, mas não foi pago na data estipulada no calendário, entre em contato com a Caixa Econômica Federal para informar o problema e solicitar uma solução.

Se isso não for suficiente, registre uma reclamação na ouvidoria da Caixa, bem como na ouvidoria do Ministério da Cidadania, o que ajudará a acelerar o processo de resolução.

O pagamento não foi feito devido a um cancelamento? Caso o motivo dado pelo governo seja indevido, o beneficiário pode solicitar apoio jurídico da Defensoria Pública da União.

Para isso, basta baixar em seu celular o aplicativo DPU Cidadão e usá-lo para encaminhar seu caso. A equipe de atendimento dá um retorno assim que possível orientando o beneficiário sobre como proceder.

Calendário da 7ª parcela do Auxílio Emergencial ao Bolsa Família

Auxílio Emergencial e Bolsa Família possuem o mesmo calendário de pagamentos, com datas definidas de acordo com o dígito final do NIS dos beneficiários. A seguir, você confere quando receberá o benefício:

  • NIS final 1: 18 de outubro
  • NIS final 2: 19 de outubro
  • NIS final 3: 20 de outubro
  • NIS final 4: 21 de outubro
  • NIS final 5: 22 de outubro
  • NIS final 6: 25 de outubro
  • NIS final 7: 26 de outubro
  • NIS final 8: 27 de outubro
  • NIS final 9: 28 de outubro
  • NIS final 0: 29 de outubro

Calendário da 7ª parcela do Auxílio Emergencial ao público em geral

Publicidade

Publicidade

A Caixa começa a pagar a 7ª parcela do Auxílio Emergencial ao público em geral (trabalhadores inscritos pela internet e CadÚnico) em 20 de outubro. Veja quais são as datas de pagamento:

  • Nascidos em janeiro: 20 de outubro
  • Nascidos em fevereiro: 21 de outubro
  • Nascidos em março: 22 de outubro
  • Nascidos em abril: 23 de outubro
  • Nascidos em maio: 23 de outubro
  • Nascidos em junho: 26 de outubro
  • Nascidos em julho: 27 de outubro
  • Nascidos em agosto: 28 de outubro
  • Nascidos em setembro: 29 de outubro
  • Nascidos em outubro: 30 de outubro
  • Nascidos em novembro: 30 de outubro
  • Nascidos em dezembro: 31 de outubro

Vai ter mais Auxílio Emergencial?

Oficialmente, o governo informa que o Auxílio Emergencial acabará agora em outubro, quando a rodada de pagamentos da sétima parcela chegará ao fim.

A proposta do governo é implementar o Auxílio Brasil em novembro, que é o Bolsa Família repaginado. A ideia é relançá-lo com outro nome (para desvinculá-lo do PT) e pagar um benefício maior para tornar o programa uma das principais vitrines para Bolsonaro tentar uma reeleição em 2022.

Mas, o governo encontra dificuldades para ampliar seus gastos para bancar o aumento do benefício sem endividamentos. É justamente por isso que ainda não se sabe se o Auxílio Brasil será lançado em novembro, como prometido inicialmente.

Publicidade

Caso não seja, uma das alternativas mais fortes em Brasília é a da renovação do Auxílio Emergencial até abril de 2022. Mas, o ministro Paulo Guedes é contra a prorrogação, pois não vê justificativa para isso, uma vez que as mortes e casos de covid-19 estão diminuindo.

Publicidade

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário