Cursos gratuitos: Governo da Bahia tem 200 mil vagas pelo Programa Educar para Trabalhar

Na última quarta-feira (21) a Secretaria da Educação do Estado da Bahia lançou o edital de cursos gratuitos do programa Educar para Trabalhar. Ao todo serão ofertadas 200 mil vagas de Formação Inicial Continuada e em cursos de Qualificação Profissional.

Com a intenção de atingir mais pessoas, todos os cursos serão ministrados de forma EAD.

As inscrições devem ser feitas através do Portal da Educação por meio de preenchimento de formulário e de um questionário socioeconômico, utilizado para fazer a triagem dos candidatos.

O período para as candidaturas vai de 26 de abril até 5 de maio, porém, variando a depender do tipo de interessado.

No caso, os estudantes dos cursos da Educação Profissional Técnica de Nível Médio com matrículas correspondentes aos anos de 2020 e 2021, devem se inscrever no programa entre os dias 26 de abril e 1 de maio. O mesmo período de inscrição se aplica aos egressos que tenham concluído o técnico de nível médio entre os anos de 2017 e 2019.

Já para os estudantes do Ensino Médio Regular, as inscrições para o Ensinar para Trabalhar devem ser feitas entre os dias 2 e 5 de maio. Todas as inscrições são gratuitas.

Jerônimo Rodrigues, secretário de educação da Bahia, acredita que programas com cursos gratuitos como esse, oferecem oportunidade de qualificação profissional para os jovens.

“O programa Educar para Trabalhar é mais uma das políticas públicas implementas pelo Governo da Bahia, no âmbito do Programa Estado Solidário, para fortalecer a aprendizagem e oferecer oportunidade de qualificação profissional para os nossos estudantes. Aliado a isso, temos outros programas de assistência estudantil […] que juntos, somam mais de R$ 410 milhões em investimentos com recursos próprios do Estado e que beneficiam os estudantes e as suas famílias”, afirmou o secretário.

Veja também: Governo: Reedição das Medidas Provisórias pode acontecer em breve. Entenda

Requisitos para participar dos cursos gratuitos no estado da Bahia

estudante negro em biblioteca

Assim como em outros estados, o lançamento de cursos gratuitos como esses do programa Ensinar para Trabalhar do governo da Bahia, também exige alguns critérios para a participação dos interessados.

Entre os requisitos principais para a candidatura de alunos e egressos da rede pública baiana estão:

  • Ser residente do estado da Bahia;
  • Ter matrícula junto a Secretaria da Educação do Estado;
  • Possuir CPF válido;
  • Ser estudante regular do ensino médio da rede pública do estado com matrícula no ano letivo 2020/2021;
  • Possui frequência no ano letivo;
  • Ser egresso da Educação Profissional Técnica de Nível Médio da rede pública do estado entre os anos de 2017 e 2019;
  • Ter documentação atualizada na unidade escolar da qual é ou foi aluno.

Cursos disponíveis do Programa Ensinar para Trabalhar

Os interessados em participar do programa Ensinar para Trabalhar poderão escolher entre 44 cursos, que serão ministrados para mais de 3.500 turmas de EAD.

Entre os principais cursos listados como opções do programa, estão:

  • Agricultor Agroflorestal;
  • Assistente de Contabilidade;
  • Assistente de Recursos Humanos;
  • Assistente Financeiro;
  • Auxiliar de Laboratório de Microbiologia;
  • Cerimonialista;
  • Confeiteiro;
  • Desenvolvedor de Jogos Eletrônicos;
  • Desenhista da Construção Civil;
  • Instalador e Reparador de Redes de Computadores;
  • Montador e Reparador de Microcomputadores;
  • Operador em Petróleo e Gás;
  • Organizador de Eventos;
  • Padeiro;
  • Programador Web;
  • Recepcionista em Serviços de Saúde;
  • Vitrinista;
  • Entre outros.

A lista completa com os cursos disponíveis pode ser acessada no edital do programa.

Os estudantes terão a liberdade de escolher o campo de atuação com o qual mais se identificam. Porém, é preciso ter em mente que as chances de alguns cursos serem mais concorridos que outros são reais.

Seleção e resultado

Ao contrário de outros programas de cursos gratuitos que acabam avaliando critérios econômicos dos candidatos ou outros um pouco mais restritivos, o Ensinar para Trabalhar fará a escolha de seus participantes por sorteio. A escolha acontecerá no dia 6 de mais de forma eletrônica.

O nome dos classificados na primeira etapa também será divulgado no dia 6 de maio e o da seleção final no dia 9. Os candidatos poderão acessar o resultado pelo Portal da Educação.

As matrículas dos candidatos acontecerão entre os dias 10 e 16 de maio.

O início das aulas serão divididos em três entradas, sendo a primeira no dia 17 de maio, a segunda em 5 de julho e a terceira em 30 de agosto. Todos os cursos terão em média 3 meses de duração.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Veja também: Sebrae SP e CPAT: Entidades oferecem 250 vagas em dois cursos gratuitos de empreendedorismo

Aline Resende
Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário