Bolsa Família retira mais de 3,7 milhões de beneficiários do programa. Como saber se você ainda tem direito?

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 17,9 milhões de famílias têm direito ao Bolsa Família, que é o principal programa de distribuição de renda do Brasil.

No entanto, o programa beneficia somente 14,2 milhões de famílias, uma redução de 3,7 milhões, mantendo muitos cidadãos em situação de vulnerabilidade social e financeira.

Publicidade

Publicidade

Confira, aqui, o porquê de isso acontecer e veja como saber se você ainda tem direito ao Bolsa Família!

bolsa família

Por que há exclusões do Bolsa Família?

A exclusão de beneficiários acontece quando deixam de cumprir requisitos do Bolsa Família. Como o programa tem verba limitada e está sujeito a fraudes, o governo federal faz atualizações periódicas para verificar se pagamentos indevidos são realizados.

Quando famílias que recebem o benefício indevidamente são identificadas, o pagamento do Bolsa Família é imediatamente suspendido e repassado para outros que estão na lista de espera e atendem todos os requisitos do programa.

Publicidade

Publicidade

O cumprimento de requisitos é o fator principal de exclusão, mas também há outros que podem levar à perda do benefício. Um deles é a falta de vacinação de crianças até 6 anos, além da baixa frequência escolar de crianças e adolescentes.

Requisitos para ter direito ao Bolsa Família

Atualmente, o programa Bolsa Família tem dois requisitos principais para concessão do benefício. Veja, logo abaixo, quais são:

  1. Ter renda familiar de até R$ 89,00 por mês per capita, no caso de famílias em extrema pobreza;
  2. Possuir renda familiar entre R$ 89,01 a R$ 178,00 mensais por pessoa, se tiver criança ou adolescente entre zero a 17 anos e for família em situação de pobreza.

Curiosamente, de acordo com o levantamento feito pelo IBGE, há 16,9 milhões de famílias em situação de extrema pobreza no Brasil. Já em situação de pobreza, o total é de 1 milhão.

Como saber se ainda tem direito ao Bolsa Família?

É beneficiário do Bolsa Família e quer saber se ainda tem direito ao valor mensal pago pelo programa? Há uma forma simples de saber isso, basta realizar a consulta Bolsa Família no site da Caixa Econômica Federal. Veja um passo a passo para efetuá-la:

  1. Acesse a consulta Bolsa Família;
  2. Clique em “consulta benefícios por família”;
  3. Informe o CPF, NIS e nome completo do responsável legal pela família;
  4. Clique em “consultar”.

Pronto! A página será atualizada e trará o status do benefício. Caso tenha sido excluído, suspendido ou bloqueado, entre em contato com a Caixa Econômica Federal para saber como proceder, se realmente atender os requisitos do programa.

Além de realizar a consulta no site da Caixa, também existe a possibilidade de acompanhar o status do benefício no aplicativo Bolsa Família, que está disponível para smartphones Android e iOS. Confira como utilizá-lo:

  1. Faça o download do aplicativo Bolsa Família na loja de apps de seu celular;
  2. Abra o aplicativo e toque em “consulte seu benefício” e em “cadastre-se”;
  3. Informe seu CPF e toque em “próximo”;
  4. Digite seu nome completo, data de nascimento e e-mail válido;
  5. Crie uma senha de acesso numérica. Não deve ser igual ao seu CPF ou data de nascimento, muito menos ter repetições em sequência;
  6. Faça a verificação e confirmação do e-mail fornecido, conforme orientações do aplicativo;
  7. Retorne ao aplicativo e faça login usando CPF e senha.
Publicidade

Publicidade

Informações sobre o benefício serão exibidas na tela inicial do aplicativo, indicando a situação, data de pagamento e se há saldo disponível. Vale lembrar que o app não funciona offline, portanto, é preciso estar conectado à internet para utilizá-lo.

Unificação do Bolsa Família com programas de distribuição de renda

Especialistas indicam que uma das formas de eliminar a lista de espera do Bolsa Família e garantir que todas as pessoas que têm direito ao benefício efetivamente consigam recebê-lo é unificar programas sociais e assistenciais.

Esse tema foi bastante debatido durante 2020, quando a equipe econômica do governo federal sugeriu medidas de unificação, com a substituição do Bolsa Família pelo Renda Brasil ou Renda Cidadã, que utilizaria dinheiro de outros benefícios como seguro-defeso, salário-família, farmácia popular e abono salarial.

No entanto, nenhuma das propostas teve andamento, porque todas apresentadas afetariam diretamente programas de grande apelo popular, o que acabaria não agradando boa parte dos brasileiros.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário