Ele está sendo processado em US$ 258 bilhões por suposto esquema de pirâmide

(Imagem: Reprodução/Shutterstock)

O multibilionário e o atual homem mais rico do mundo, Elon Musk, fundador de empresas como a Tesla, SpaceX e OpenAI, está sendo processado por um investidor de criptomoedas em incríveis US$ 258 bilhões (o equivalente a aproximadamente R$ 1,3 trilhões).

O investidor em questão é Keith Johnson e o motivo do processo é simples: de acordo com ele, Elon Musk, a Tesla e a SpaceX fazem parte de um “crime organizado ilegal” que deliberadamente trabalhou para inflacionar o preço da Dogecoin, criptomoeda de código aberto criada em 2013, apenas para depois derrubá-lo.

Publicidade

Publicidade

Keith calcula que, desde que Elon Musk começou a incentivar o investimento na moeda, investidores perderam cerca de US$ 86 bilhões — e ele, que investiu na Dogecoin, se inclui nesse número e está movendo a ação contra Musk em nome de todos aqueles que também sofreram perdas por conta dele.

Ele está sendo processado em US$ 258 bilhões por suposto esquema de pirâmide (Imagem: Reprodução/Shutterstock)
Ele está sendo processado em US$ 258 bilhões por suposto esquema de pirâmide (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Por que U$ 258 bilhões?

O valor do processo que Keith Johnson está movendo contra Elon Musk é uma das coisas que mais chamam a atenção nesse caso.

Embora o valor pareça astronômico, há uma lógica por trás dele: Johnson espera que Musk reembolse os investidores pelas perdas que tiveram com a criptomoeda (US$ 86 bilhões) e que pague o dobro desse valor em danos, ou seja, mais US$ 172 bilhões, totalizando a quantia de US$ 258 bilhões.

Publicidade

Publicidade

Por que a Tesla e a SpaceX estão envolvidas no processo?

Também há uma razão para Johnson incluir a Tesla e a SpaceX no processo, e não apenas o próprio Elon Musk: a Tesla aceita pagamentos com Dogecoin, incentivando sua compra, enquanto a SpaceX nomeou um de seus satélites em homenagem à moeda.

Até o momento, nenhum dos nomes citados no processo de Johnson se manifestaram sobre o caso.

Entenda o que é a Dogecoin

A Dogecoin foi fundada em 2013 como uma espécie de brincadeira/piada com o conceito de criptomoedas como o Bitcoin. Seu nome e a sua imagem foram inspiradas em um famoso meme de um cachorro japonês Shiba Inu.

Durante anos, a Dogecoin foi negociada por centavos de dólares, até que usuários de fóruns, como o Reddit, e o próprio Elon Musk através de tweets (em um deles, o bilionário afirma que a Dogecoin é a “ciptomoeda do povo”; em outro, afirma que “a SpaceX literalmente colocará a Dogecoin literalmente na Lua”), começaram a impulsionar o nome da moeda, fazendo com que ela passasse de R$ 0,053 em 1º de janeiro de 2021 a R$ 3,33 em 7 de maio de 2021.

Depois desse pico, entretanto, o valor da moeda caiu consideravelmente: em 21 de maio de 2021, a Dogecoin já estava valendo R$ 1,84. Em junho desse ano, a criptomoeda chegou a seu valor mais baixo desde o começo de 2021: R$ 0,27 centavos, fazendo com que muitos investidores perdessem rios de dinheiro.

Você também pode gostar de ler:
Investe em criptomoedas? Pois MUITO CUIDADO com estes GOLPES

Alexandre PeresEditor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação, revisão e editoração de textos para Web.
Veja mais ›
Fechar