Familiares de Pessoas que já morreram podem sacar Dinheiro esquecido nos bancos? Como fazer?

dinheiro esquecido pessoas que já morreram
Veja o que acontecido quando há dinheiro esquecido em nome de pessoas que já morreram. Bruno Rocha/Fotoarena

O sistema lançado pelo Banco Central para resgatar dinheiro “esquecido” em contas vem chamando a atenção nas últimas semanas, e uma das dúvidas que surgiram é em relação às pessoas que já morreram e têm recursos em seus nomes.

Nos casos de contribuintes falecidos, também é possível consultar e resgatar valores em nome destas pessoas. Mas para isso é preciso ter autorização legal para representar o titular.

Publicidade

Publicidade

A seguir, veja quem pode solicitar o resgate de dinheiro esquecido em nome de pessoas que já morreram e o que já se sabe sobre este tipo de situação.

dinheiro esquecido pessoas que já morreram
Veja o que acontecido quando há dinheiro esquecido em nome de pessoas que já morreram. Bruno Rocha/Fotoarena

Pessoas mortas terão seus valores destinados aos familiares

O Banco Central informou que irá divulgar em breve como será a consulta de valores a receber por terceiros com autorização legal, o que inclui herdeiros.

Os “terceiros” poderão conferir e resgatar o dinheiro esquecido quando os proprietários dos recursos não podem obter o login nível prata ou ouro. Ou seja, esse tipo de situação inclui pessoas que já faleceram, e os terceiros em questão são familiares e demais herdeiros legais.

Publicidade

Publicidade

Como realizar a consulta do dinheiro esquecido de familiares falecidos

Já é possível consultar se um familiar falecido tem direito a dinheiro esquecido. Para isso, basta ter em mãos o CPF e a data de nascimento da pessoa.

No entanto, nessa primeira consulta é possível saber apenas se há recursos esquecidos ou não. Afinal, conforme já adiantamos, o BC ainda vai divulgar os procedimentos para consultar e resgatar os valores nesses casos.

Além disso, também é possível consultar valores em nome de empresas que já fecharam. Nesse caso, é necessário o CNPJ e a data de abertura da empresa.

Para fazer a consulta, basta acessar o sistema do Banco Central e informar o CPF e data de nascimento da pessoa falecida ou CNPJ e data de abertura da empresa e clicar em “Consultar”.

Se houver, o sistema irá informar uma data para consultar os valores e pedir o resgate. Sendo assim, você deve anotar esta data e voltar a acessar a página no dia informado.

Veja também: Governo organiza distribuição dos 8 bilhões esquecidos em bancos. Veja o calendário oficial de pagamento

Felipe MatozoJornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
Veja mais ›
Fechar