Farmácia Popular 2023: veja como pegar remédios, fraldas e mais GRATUITAMENTE!

Eduardo Peres

21/12/2022

O programa do governo Farmácia Popular para 2023 está oferecendo vários produtos com descontos enormes e como outros sendo oferecidos praticamente de graça. E caso você esteja interessado em participar do programa e receber os produtos, aqui você poderá entender todos os detalhes e passos para ter acesso a todos os benefícios do programa!

O que é a Farmácia Popular?

O programa Farmácia Popular foi criado pelo governo federal para a distribuição de medicamentos do SUS (Sistema de Saúde Único) e atualmente atende a mais de 21 milhões de brasileiros. Também chamado de Programa Farmácia Popular do Brasil (PFPB), ele foi criado para complementar o atendimento oferecido pela Atenção Primária à Saúde (APS) e faz parceria com farmácias e estabelecimentos que distribuem medicamentos através do Brasil para que a população tenha acesso à esses recursos.

Em 2021, foram distribuídos mais de 14 bilhões de unidades de medicamento através do Brasil graças a esse programa, e até julho de 2022, segundo o Ministério da Saúde, foram distribuídos mais de 7 bilhões de recursos medicinais para os brasileiros. No momento, vários medicamentos e outros materiais podem ser obtidos com descontos de até 90% no programa Farmácia Popular de 2023. Para isso, é necessário ir até um estabelecimento conveniados e apresentar um documento com foto acompanhado de uma receita médica, que pode ser obtida no SUS ou então com um médico particular.

Caso você queria saber quais são os estabelecimentos conveniados que possuem acesso ao programa próximos à sua residência, o Ministério da Saúde possui uma página ativa na internet que mostra todos esses estabelecimentos conveniados através de todo o Brasil. Para acessá-lo clique nesse link.

Quais são os medicamentos distribuídos?

Alguns dos medicamentos disponíveis são oferecidos gratuitamente enquanto outros possuem desconto. O programa Farmácia Popular oferece medicamentos totalmente gratuitos para o tratamento de asma, diabetes e hipertensão. Em outros casos, há medicamentos que são pagos, mas que possuem um desconto que pode chegar até 90%, com esse desconto sendo pago diretamente pelo Ministério da Saúde, enquanto a pessoa paga a diferença. Confira a seguir uma lista com todos os medicamentos oferecidos.

Medicamentos oferecidos gratuitamente:

  • Brometo de Ipratrópio (asma);
  • Dipropionato de Beclometsona (asma);
  • Sulfato de Salbutamol (asma);
  • Cloridrato de Metformina (diabetes);
  • Glibenclamida (diabetes);
  • Insulina Humana (diabetes);
  • Insulina Humana Regular (diabetes);
  • Atenolol (hipertensão);
  • Captopril (hipertensão);
  • Cloridrato de Propranolol (hipertensão);
  • Hidroclorotiazida (hipertensão);
  • Losartana Potássica (hipertensão);
  • Meleato de Enalapril (hipertensão);
  • Besilato de Anlodipino 5 mg (hipertensão arterial);
  • Succinato de Metroprolol 25 g (hipertensão arterial);
  • Espironolactona 25 g (hipertensão arterial);
  • Furosemida 40g (hipertensão arterial);

Medicamentos oferecidos com desconto:

  • Acetato de Medroxiprogesterona (anticoncepção)
  • Alendronato de Sódio (osteoporose);
  • Budesonida (rinite);
  • Cardidopa + Levodopa (doença de Parkinson);
  • Cloridrato de Benserazida + Levodopa (doença de Parkinson);
  • Etinilestradiol + Levonorgestrel (anticoncepção);
  • Meleato de Timolol (glaucoma);
  • Noretisterona (anticoncepção);
  • Sinvastatina (colesterol);
  • Valerato de Estradiol + Enantato de Noretisterona (anticoncepção);
  • Dapagliflozina 10 mg (diabetes mellitus tipo 2 associada a doença cardiovascular);
  • Fraldas Geriátricas.

Caso deseje, você pode conferir a lista completa de medicamentos oferecidos pelo programa através desse link. Há também outra forma de conferir a lista dos medicamentos através dos códigos de barras do produto dentro do Portal do Ministério da Saúde. As informações no portal foram atualizadas em 2022 segundo a Portaria GM/MS 3.677/2022.

Haverá um corte no Farmácia Popular em 2023?

O projeto Orçamento 2023 enviado pelo atual governo de Jair Bolsonaro prevê um corte de cerca de 60% de todos os recursos destinados para o Farmácia Popular em 2023, o que poderá resultar em um acesso dificultado para os medicamentos gratuitos e com descontos. A coordenadora d Cictaf Débora Melecchi, disse que devido a esses cortes no orçamento do Farmácia Popular, é provável que haja um aumento em internações devido à doenças que antes eram controladas.

Adriano Falvo, secretário-geral do Conselho Regional da Farmácia, falou que há falta de certos medicamentos devido à guerra na Ucrânia e também devido ao estado pós-pandemia no mundo. Falvo também disse que o farmacêutico pode sugerir remédios e medicamentos que possam ser substituídos durante o tratamento da pessoa sem que ele seja afetado. Caso o corte no orçamento permaneça, em 2023 haverá uma falta grave de medicamentos para o atendimento da população que poderá resultar em graves consequências.

Gostou de ler? pois aproveite e confira também:
Bolsa Família 2023 será mesmo de R$ 600? Veja o que já está CONFIRMADO

Bolsa Família 2023 será mesmo de R$ 600? Veja o que já está CONFIRMADO

Eduardo Peres
Escrito por

Eduardo Peres

Redator da WebGo Content desde janeiro de 2022. Tenho interesse por assuntos como história, política, filmes, séries (preferencialmente de ação, aventura e ficção científica), além da literatura e pela tecnologia, principalmente por videogames.

0

Aguarde, procurando sua resposta