7 filmes “de Sessão da Tarde” pra curtir na Netflix e passar o tempo

Felipe Matozo

27/03/2023

Se você está procurando por nostalgia, chegou ao lugar certo. Afinal, neste texto nós vamos relembrar alguns filmes que marcaram a “Sessão da Tarde” e estão disponíveis na Netflix.

Veja também: Mike Flanagan: 5 filmes e séries que todo amante de terror deveria conhecer

Para muitas pessoas, a Sessão da Tarde representa o primeiro contato com alguns de seus filmes favoritos. Para além dos filmes, a tradicional atração diária da Rede Globo também tem o poder de despertar lembranças em muita gente.

7 filmes de Sessão da Tarde pra curtir na Netflix e passar o tempo

Veja filmes clássicos da Sessão da Tarde que estão na Netflix. Foto: Freepik

Por isso, se você cresceu assistindo os filmes da Sessão da Tarde, prepare-se para uma viagem no tempo vendo algumas opções que estão na Netflix.

1 – A Lagoa azul (1980)

Por motivos óbvios, não dava para começar essa lista de outra maneira. Afinal, não há como falar em filmes da Sessão da Tarde sem lembrar de “A Lagoa Azul”.

Até hoje, muitas pessoas acreditam que A Lagoa Azul é o filme que passou mais vezes na história da Sessão da Tarde, mas isso é um mito. Pois é, na verdade o título de filme mais reprisado pertence a “Ghost – Do outro lado da Vida” (1990), segundo a própria TV Globo.

De qualquer forma, isso não muda a ligação direta entre estes dois nomes no imaginário popular. E como A Lagoa Azul não passa mais na Sessão da Tarde hoje em dia, você pode matar a saudade deste clássico na Netflix.

2 – Karatê Kid (todos os filmes)

Até hoje, a franquia “Karatê Kid” é uma das mais populares da história do cinema. E entre os fãs brasileiros, o primeiro contato de muita gente com Daniel-San e o senhor Miyagi foi por meio da Sessão da Tarde.

Para a felicidade geral da nação, todos os filmes da franquia Karatê Kid estão na Netflix. Isso inclui tanto os três filmes protagonizados pelo Ralph Macchio (Daniel La Russo), quanto os controversos “Karatê Kid 4 – A nova aventura” (1994) e o reboot “Karatê Kid” (2010).

Além disso, vale lembrar que na Netflix os fãs de Karatê Kid também podem assistir a série “Cobra Kai”, que acompanha os personagens da franquia nos dias de hoje.

3 – Um príncipe em Nova York (1988)

“Um príncipe em Nova York” é um exemplo clássico de filme de Sessão da Tarde, já que é um tipo de filme que costumava passar com bastante frequência.

A saga do príncipe Akeem Joffer (Eddie Murphy) pelas ruas de Nova York, onde ele vive como uma “pessoa comum”, é nostálgica pra muita gente.

Vale lembrar que em 2021, mais de 30 anos após o primeiro filme, saiu a sequência “Um Príncipe em Nova York 2”, disponível na Amazon Prime Video. No entanto, o segundo filme desapontou muitos fãs, e está longe de ser tão bom quanto o primeiro.

4 – Meu primeiro amor

Convenhamos, “Meu Primeiro Amor” também poderia ser chamado de “Meu Primeiro Trauma”. Afinal, este filme é conhecido por ter traumatizado muitas crianças – e adultos, também.

Apesar de ter um final triste, “Meu Primeiro Amor” é um filme lindo, e sempre vale a pena rever e chorar de novo. Se você deseja se emocionar mais uma vez com este filme, pode encontrá-lo na Netflix. Só não esqueça dos lencinhos!

5 – Conta comigo (1986)

“Conta comigo” é o tipo de filme que tem “a cara” da Sessão da Tarde. Por isso, mesmo que ele não sido reprisado tantas vezes quanto os filmes já citados, merece destaque nesta lista.

Baseado no conto “The Body”, de Stephen King, o filme acompanha quatro garotos em busca do corpo de um adolescente desaparecido. Se você cresceu brincando de explorar o mundo ao seu redor com seus amigos, é o tipo de filme que pode te levar de volta para sua infância.

6 – Os caça-fantasmas (1984)

Este é um dos filmes mais marcantes da cultura pop, e que muitos brasileiros conheceram graças à Sessão da Tarde.

E além da versão clássica de “Os Caça-Fantasmas”, na Netflix você também encontra a sequência “Os Caça-Fanstasmas 2” e o reboot de 2016.

7 – Minha mãe é um peça (2013)

Para encerrar nossa lista de filmes da Sessão da Tarde que você encontra na Netflix, temos um representante brasileiro. Apesar de ser um filme recente, podemos dizer que “Minha mãe é uma peça” já tem o selo de “clássico”.

Afinal, o filme foi um sucesso absoluto na época de seu lançamento, o que rendeu duas sequências que aparecem entre os 10 filmes de maior bilheteria da história do cinema brasileiro.

Além disso, “Minha mãe é uma peça” tem hoje um teor nostálgico por um motivo triste: o saudoso Paulo Gustavo, esse gênio que nos deixou em 2021, vítima da Covid-19.

Você também pode gostar de ler
Netflix: veja os lançamentos mais esperados da última semana de março/2023

Felipe Matozo
Escrito por

Felipe Matozo

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

0

Aguarde, procurando sua resposta