Governo prevê aumento do PIB e da Inflação: saiba o que isso significa

Muitos números são divulgados diariamente sobre a economia brasileira, sendo que alguns deles podem despertar demais questões sobre como são alcançados, o que isso interfere na vida dos brasileiros e demais dúvidas.

Você sabia que o Governo possui a previsão de que aconteça um aumento do PIB e também da inflação? Veja aqui o que isso significa, quais são os impactos na vida dos brasileiros e muito mais.

Publicidade

Publicidade

Continue lendo e mantenha-se informado sobre essa e demais questões relacionadas sobre a economia brasileira.

Governo prevê aumento do PIB e da Inflação: saiba o que isso significa

Governo prevê aumento do PIB e da Inflação: saiba o que isso significa

O Ministério da Economia acabou aumentando sua força e maior projeção de crescimento econômico para esse ano, sendo de 5,3%, além de ainda aumentar a estimativa da inflação para 5,90%, o nível considerado como acima do teto da meta estabelecida para esse período, conforme dados de um boletim que foi divulgado pela Secretaria de Política Econômica nessa última quarta-feira.

O relatório correspondente ao período anterior de maio, do qual tinha uma projeção de expansão do PIB – Produto Interno Bruto -, de 3,5%, além da inflação de 5,05% durante esse ano.

Publicidade

Publicidade

Já para o ano de 2022, as estimativas que estão sendo traçadas passam a ter um maior crescimento de 2,51% do PIB, além da alta do IPCA de 3,5%, contra 2,50% e 3,50%, de maneira respectiva.

Essa meta de inflação para esse ano é de 3,75%, sendo que para 2022 é de 3,50%, onde os dois possuem uma margem de tolerância durante a meta de 1,5 ponto percentual para mais ou também para menos.

Como é feito o cálculo do PIB?

O PIB possui seu calculado realizado a partir da soma de todos os demais produtos e serviços finais que são produzidos em um país. Esse cálculo é feito por meio do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas -, sendo assim, o valor do mesmo representado em reais.

Um dos principais exemplos utilizados pelo próprio instituto é de explicar como é feito esse cálculo levando em conta apenas os produtos finais, como por exemplo, o pão.

Caso o país produza mais ou menos R$100 de trigo, R$200 de farinha de trigo – que é feita a partir do trigo -, enquanto são R$300 de pão, são levados em conta apenas o R$300 para o PIB, visto que os demais valores prévios já estão incluídos dentro do preço do pão.

Isso também vale para qualquer outro tipo de categoria de produtos ou de demais serviço, dessa forma, não são considerados aqueles que são conhecidos como itens ou bens “primários e intermediários”, para que assim, não sejam contados duas vezes.

Publicidade

Publicidade

Ou seja, por meio do PIB, o país pode ter algumas avaliações, como:

  • Realizar a avaliação do seu desempenho ano a ano e verificar como a produtividade do país mudou ao longo deles;
  • Comparar as economias entre diversos países – o PIB do Brasil será diferente do Chile e da Alemanha, por exemplo;
  • Atingir o valor do PIB per capita, que é a divisão do PIB pelo número de habitantes dentro de de um país.

É importante ressaltar algo que o próprio IBGE deixa como destaque, que é de que o PIB é apenas um simples indicador da economia, ou seja, ele ajuda na compreensão de como estão os valores de um país, porém, não mostra fatores como a qualidade de vida, educação, saúde e por fim, a distribuição de renda.

Ademais, muito se fala sobre como o PIB mostra a riqueza de um país, porém, ele é apenas um indicador e não um armazenamento de dinheiro, como é o caso do Tesouro Nacional.

PIB Nominal X PIB Real

É interessante entender que existem dois tipos de PIB: o nominal e o real, sendo que a principal diferença entre os dois, é:

  • O PIB Nominal tem seu cálculo feito a partir dos preços e valores de certo produto ou serviço no momento em que foram produzidos;
  • Já o PIB Real, por sua vez, faz a medição do volume físico de um produto ou de serviço – isso quer dizer que ele não leva em conta a inflação.
Publicidade

Essa mudança é interessante, visto que o que a inflação gera no PIB, pode acabar interferindo na imagem de crescimento de atividade econômica.

Publicidade

Veja o exemplo: se o PIB de um país no tempo de um ano é de R$1 trilhão, no ano que virá, mesmo com a atividade econômica continuando constante – sem nenhuma queda ou crescimento -, os preços dos produtos possuem uma alta em 50%.

O PIB Nominal faz uma analise dos preços durante sua produção, que seria de R$1,5 trilhão, enquanto o PIB real continua constante, com R$1 trilhão.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário