Mais de 600 mil pessoas recebem a cobrança de devolução do Auxílio Emergencial

Mais de 600 mil pessoas recebem a cobrança de devolução do Auxílio Emergencial. Veja tudo sobre a notícia aqui No Detalhe.

No início desta semana (29), o Ministério da Cidadania começou a cobrar a devolução do Auxílio Emergencial àquelas pessoas que receberam o valor indevidamente, ou seja, sem existir real necessidade. O governo está fazendo contato com a lista de pessoas por meio de mensagens de texto (SMS). Saiba mais logo abaixo.

Quem terá que realizar a devolução do Auxílio Emergencial?

A solicitação de cobrança quanto a devolução de valores é direcionada às pessoas que não compunham justamente a população a qual o Auxílio Emergencial foi proposto. Ou seja, que se cadastraram mesmo sem ter direito. Pessoas que estavam com vínculo de emprego, ou cuja renda não era compatível com a prevista nos requisitos do auxílio (acima). E, ainda, pessoas que possuem outros benefícios do governo, como aposentadoria e seguros.

Publicidade

Publicidade

Mais de 600 mil pessoas recebem a cobrança de devolução do Auxílio Emergencial (2)
Fonte/Reprodução: original

Sendo assim, as pessoas que se enquadram nesses parâmetros provavelmente receberão os SMS’s enviados pelo Ministério da Cidadania essa semana. A mensagem informará sobre a devolução.

Como será feita a devolução do Auxílio Emergencial?

O governo entrou em contato com as pessoas que devem devolver o valor do Auxílio Emergencial. A comunicação foi através do envio da Declaração de Imposto de Renda deste ano.

Também houve, por parte do governo, o envio do “Documento de Arrecadação de Receitas Federais”. Para devolver o dinheiro você deve preencher esse documento para formalizar a devolução.

Publicidade

Publicidade

Outro grupo de pessoas está recebendo mensagens de texto do governo sobre a devolução do valor do auxílio. Essas demais pessoas não foram identificadas pelo Imposto de Renda e precisam, também, fazer a devolução.

As pessoas estão recebendo na mensagem o seu respectivo CPF e o site que é utilizado para realizar as devoluções, o qual o final é sempre “gov.br”. Muito cuidado com fraudes

Sendo assim, com exceção daqueles que receberam DARF (cujo site para denunciar fraudes é gov.br/dirpf21ae) os demais podem acessar o endereço eletrônico gov.br/devolucaoae para fazer a devolução, basta inserir seu CPF.

Quem tinha direito de receber o auxílio?

A saber, o Auxílio Emergencial foi suspenso em outubro, de acordo com o governo, quando realizou o pagamento da última parcela aos beneficiários. Pessoas sem recursos e renda para se manter na quarentena foram contempladas com a criação desse programa emergencial.

Essas eram pessoas que ficaram impossibilitadas de trabalhar, o que significava para grande parte da população não ter qualquer renda. Essas eram pessoas que tinham real direito ao Auxílio Emergencial.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário