Malha fina do Imposto de Renda: entenda por que 14 milhões de brasileiros podem cair nela

Malha fina do Imposto de Renda: entenda por que 14 milhões de brasileiros podem cair nela

Faltam 4 semanas para o término do prazo para a declaração do Imposto de Renda 2022 (IR). Em torno de 14 milhões de brasileiros ainda precisam fazer a entrega do documento à Receita Federal e, como afirmam técnicos da Receita, são as grandes chances de caírem na malha fina do Imposto.

Afinal, muitos dos contribuintes costumam deixar a entrega da declaração para ser feita na última hora, comprometendo o preenchimento das informações do formulário.

Publicidade

Publicidade

Nesta matéria do NoDetalhe, você fica sabendo como é possível que os cidadãos acabem caindo na malha fina do Imposto de Renda 2022, quem deve entregar a declaração do Imposto e quando começa a restituição do IR 2022. Confira!

Como os cidadãos podem acabar caindo na malha fina do Imposto de Renda 2022?

Malha fina do Imposto de Renda: entenda por que 14 milhões de brasileiros podem cair nela
Entenda nesta matéria por que 14 milhões de brasileiros podem acabar caindo na malha fina do Imposto de Renda 2022. (Imagem: Reprodução/Internet)

De acordo com o balanço realizado no dia 4 de maio, 20.079.294 declarações tinham sido entregues até essa data. Esse número equivale a menos de 60% do total de 34,1 milhões de declarações que devem ser entregues no ano de 2022.

Os técnicos da Receita Federal preveem que muitos dos contribuintes que ainda não entregaram a declaração do Imposto de Renda deixem para enviar o documento no último instante. Com isso, são altas as chances  de esses 14 milhões de brasileiros caírem na malha fina do Imposto.

Publicidade

Publicidade

Cair na malha fina do Imposto de Renda significa que o documento de declaração apresenta algum erro, devido a um preenchimento incorreto de dados ou à verificação de incompatibilidade de informações. Com esses problemas, a Receita Federal pode indicar tentativa de fraude ou outra situação semelhante.

O programa para prestação de contas está disponível para download no site da Receita Federal e vai estar funcionando até às 29h59min do dia 31 de maio, seguindo o prazo estabelecido pela Receita, após prorrogação.

Na hora de fazer o preenchimento do formulário de prestação de contas, é essencial que o cidadão tenha toda cautela possível, para evitar eventuais erros no documento.

Devemos lembrar que na última terça-feira (10) terminou o prazo para pagamento do Imposto no débito automático.

Quem deve declarar o Imposto de Renda 2022?

Os critérios para a obrigatoriedade do Imposto de Renda 2022 são as seguintes:

  • Quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2021;
  • Quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados, exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil;
  • Quem obteve receita bruta anual com valor acima do limite de R$ 142.798,50 decorrente de atividade rural;
  • Quem tinha posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2021, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
  • Quem obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto;
  • Quem realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Quem optou pela isenção do imposto sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais;
  • Quem passou à condição de residente no Brasil, em qualquer mês, e se encontrava nessa situação em 31 de dezembro de 2021.

O cidadão que atende a essas condições e não declara o Imposto de Renda dentro do prazo determinado pela Receita Federal tem de pagar uma multa de, no mínimo, R$ 165,74 . Portanto, não deixe de prestar contas à Receita.

Quando começa a restituição do Imposto de Renda 2022?

Publicidade

Publicidade

A Receita Federal dividiu em cinco o número de lotes de restituição do Imposto de Renda 2022. A seguir, você confere as datas em que os pagamentos serão realizados à população.

  • 1º lote: 31 de maio (mesmo dia em que termina o prazo para entrega da declaração)
  • 2º lote: 30 de junho
  • 3º lote: 29 de julho
  • 4º lote: 31 de agosto
  • 5º lote: 30 de setembro

Veja também: IPVA PR 2022: pagamento parcelado termina neste mês de maio; veja como pagar

Elouise LopesRedatora WebGo Content e bacharelanda em Comunicação Organizacional na UTFPR. Fã de café à meia noite e amante de fotografia de paisagens naturais.
Veja mais ›
Fechar