Qual o melhor banco para pedir empréstimo de R$ 3 mil a R$ 6 mil

empréstimo-liberado-em-até-24-horas-como-e-onde-conseguir

Está precisando de dinheiro para aliviar seu orçamento e pagar contas? Ou ainda para realizar uma compra com condições de pagamento mais atrativas? Então, pedir um empréstimo pode ser uma boa alternativa.

Aqui, indicamos qual o melhor banco para pedir empréstimo de R$ 3 mil a R$ 6 mil. Confira e saiba onde solicitar o seu com o melhor custo-benefício!

Publicidade

Publicidade

emprestimo

Vantagens de pedir empréstimos de baixo valor

Uma das principais vantagens de empréstimos de baixo valor, como os que vão de R$ 3 mil a R$ 6 mil, é a facilidade de contratação, podendo fazê-la diretamente no aplicativo do banco, sem precisar ir a uma agência.

O processo de repasse do valor também é desburocratizado: uma vez que o empréstimo é liberado, o valor vai direito para a conta. Além disso, o contratante não precisa utilizar o dinheiro para compras específicas, podendo usá-lo da forma como bem entender.

Mas, nem tudo é perfeito, principalmente quando se fala em empréstimos. Há uma desvantagem que deve ser considerada, os juros altos. De acordo com a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor Proteste, há bancos que cobram juros superiores a 400% ao ano.

Publicidade

Publicidade

Comparação dos bancos para empréstimo de R$ 3 mil

Pensando em pegar R$ 3 mil de empréstimo, mas não sabe qual banco oferece a melhor condição? Depende muito do momento e oferta da instituição financeira, mas em um levantamento da Proteste, o Banrisul era o que oferecia melhores condições para o solicitante.

No Banrisul, há a possibilidade de contratar um empréstimo de R$ 3 mil e parcelá-lo em até 12 vezes. Com os acréscimos, o valor mensal é de R$ 305,99, resultando em um total de R$ 3.671,88. O CET (Custo Efetivo Total) é de 46,87% ao ano.

Veja, a seguir, um ranking com os 5 melhores bancos para pedir empréstimos de R$ 3 mil, com pagamento em até 12 vezes, com indicação dos valores das parcelas e CET:

1. Banrisul

  • Valor da parcela: R$ 305,99
  • Valor total: R$ 3.671,88
  • CET: 46,87%

2. Banco do Brasil

  • Valor da parcela: R$ 309,12
  • Valor total: R$ 3.709,44
  • CET: 49,83%

3. Nubank

  • Valor da parcela: R$ 312,12
  • Valor total: R$ 3.745,44
  • CET: 52,71%

4. Lendico

  • Valor da parcela: R$ 314,58
  • Valor total: R$ 3.774,96
  • CET: 55,1%

5. Santander

  • Valor da parcela: R$ 324,72
  • Valor total: R$ 3.896,64
  • CET: 65,2%

Considerando a contratação de R$ 3 mil em 12 vezes, a pior oferta é da Simplic, na qual o cliente paga cerca de R$ 7 mil no total, com um CET próximo de 500% ao ano.

Comparação dos bancos para empréstimo de R$ 6 mil

Se sua intenção é pedir um empréstimo de R$ 6 mil com pagamento de até 12 vezes, as melhores condições também são do Banrisul, uma vez que o contratante paga parcelas de R$ 611,98. Ao final do financiamento, pagará R$ 7.343,76, o que dá um CET de 46,87%.

Abaixo, apresentamos os 5 principais bancos que oferecem as melhores condições de pagamento para o cliente na contratação de um empréstimo de R$ 6 mil pago em 12 parcelas. Confira:

1. Banrisul

  • Valor da parcela: R$ 611,98
  • Valor total: R$ 7.343,76
  • CET: 46,87%

2. Nubank

  • Valor da parcela: R$ 624,24
  • Valor total: R$ 7.490,88
  • CET: 52,71%

3. Lendico

  • Valor da parcela: R$ 629,16
  • Valor total: R$ 7.549,92
  • CET: 55,10%

4. Geru

  • Valor da parcela: R$ 642,10
  • Valor total: R$ 7.705,20
  • CET: 61,5%

5. Santander

  • Valor da parcela: R$ 649,44
  • Valor total: R$ 7.793,28
  • CET: 65,2%
Publicidade

Publicidade

Considerando um empréstimo de R$ 6 mil pago em 12 vezes, a pior condição para o cliente é da Losango, que oferece um CET de 358,16% ao ano, totalizando um pagamento de R$ 12.455,28.

Cuidados para se ter ao contratar empréstimos

Antes de contratar seu empréstimo, é muito importante ter alguns cuidados especiais para evitar o risco de endividamento. Um deles é se certificar de que terá dinheiro suficiente para pagar a dívida.

Para isso, some todas as suas rendas e despesas e veja quanto pode destinar ao pagamento do empréstimo. Assim, evita-se o risco de inadimplência e de que a dívida cresça a ponto de não conseguir quitá-la.

Além disso, planeje-se para gastar somente 30% de sua renda no pagamento do empréstimo, para não comprometer toda a sua receita com a dívida.

Flavio CarvalhoGestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
Veja mais ›
Fechar