Motoristas deste estado podem parcelar IPVA atrasado no cartão de crédito

Veja em qual estado os contribuintes com IPVA atrasado podem parcelar o valor devido em até 12 vezes no cartão de crédito.

No Paraná, quem está com o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) de 2022 ou de anos anteriores atrasado pode parcelar o valor devido no cartão de crédito.

Segundo dados divulgados nesta segunda-feira (20/06) pela Secretaria da Fazenda e a Receita Estadual do Paraná, cerca de 23,5% dos veículos que precisam pagar o IPVA PR 2022 estão inadimplentes.

Publicidade

Publicidade

Dependendo da situação, o parcelamento pode ser feito em até 12 vezes. No caso dos contribuintes que não pagarem o imposto em dia, não é possível emitir o certificado de licenciamento de veículo pelo Detran-PR.

Como parcelar o IPVA PR atrasado?

Contribuintes com IPVA PR atrasado podem parcelar valor devido no cartão de crédito. Foto: Levy Ferreira/SCMS

Para os contribuintes que desejam quitar o IPVA atrasado de 2022, é possível parcelar o valor em até 12 vezes no cartão de crédito.

Nesse caso, como o parcelamento é feito por uma terceirizada, o motorista deve entrar em contato com a empresa em questão. Para conferir quais empresas oferecem este serviço e quais bandeiras de cartão são aceitas, acesse o site da Secretaria da Fazenda.

Publicidade

Publicidade

Enquanto isso, no caso dos motoristas que desejam quitar dívidas de IPVA de anos anteriores, o parcelamento pode ser feito em até 10 vezes no cartão. Além disso, existe uma valor mínimo de R$ 127,31 por parcela.

Nesse caso, os contribuintes podem parcelar o imposto em atraso por meio do Portal do IPVA, onde também há mais informações sobre este serviço.

O que acontece se não quitar o IPVA PR em atraso?

Os motoristas que deixam de pagar o IPVA PR acumulam uma multa de 0,33% por dia de atraso mais juros de mora com base na Selic. Além disso, se o atraso passar de 30 dias, a multa fica em 10% do valor do IPVA.

Se o proprietário do veículo permanecer inadimplente, o débito pode ser inscrito na Dívida Ativa e seu nome pode ser incluído no Cadin Estadual. Com isso, o contribuinte pode ter alguns impedimentos e seu nome pode ser negativado em órgãos de proteção ao crédito.

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário