Pix Parcelado: o que é e como funciona? Vale mais a pena do que cartão de crédito?

Pix Parcelado: o que é e como funciona? Vale mais a pena do que cartão de crédito?
Entenda como funciona o Pix parcelado e se é mais vantajoso que o cartão de crédito. Foto: Shutterstock

Recentemente, o Pix ganhou uma nova funcionalidade que permite o pagamento parcelado de valores, o que vem chamando a atenção de muitos usuários interessados em saber como isso funciona.

Assim como o Pix “normal” é uma alternativa aos cartões de débito, o Pix parcelado pode oferecer uma opção aos cartões de crédito. Segundo previsão do Banco Central, a funcionalidade deve ficar disponível no segundo semestre deste ano.

Publicidade

Publicidade

Mas algumas instituições financeiras se adiantaram e já oferecem a opção do Pix parcelado para seus clientes, conforme mostraremos a seguir.

O que é e como funciona o Pix Parcelado?

Pix Parcelado: o que é e como funciona? Vale mais a pena do que cartão de crédito?
Entenda como funciona o Pix parcelado e se é mais vantajoso que o cartão de crédito. Foto: Shutterstock

Conforme o nome já indica, por meio do Pix parcelado, que recebeu o nome de “Pix Garantido” pelo Banco Central, é possível parcelar compras e pagamentos. Para isso, o serviço usa o mesmo mecanismo de segurança dos pagamentos instantâneos à vista.

Entre as instituições que já oferecem esta opção para seus clientes, as condições de pagamento variam. No Santander, primeiro dos grandes bancos a oferecer esta opção, a funcionalidade é chamada de “Divide o Pix”.

Publicidade

Publicidade

Para parcelar uma compra pelo Pix, o cliente Santander precisa ter a quantia disponível em conta ou um crédito no valor da operação. Se for o caso, basta determinar a data de vencimento e o número de parcelas, sendo que é possível dividir o valor em até 24 vezes.

Além disso, a compra deve custar pelo menos R$ 100 e ter parcelas de no mínimo R$ 5. No Pix parcelado do Santander, os juros são de 2,09% ao mês, além da cobrança de IOF.

Outras instituições que oferecem a opção do Pix parcelado são o PicPay e o Mercado Pago. Nesse caso, ambas as contas digitais permitem parcelamento em até 12 vezes.

Em relação às taxas, elas são de 3.99% por parcela no PicPay, e de 2,5% ao mês mais IOF no Mercado Pago. Mas no caso do Mercado Pago, a divisão com o “QR Pix” só é permitida para quem tem linha de empréstimo pessoal disponível.

Pix Parcelado ou Cartão de Crédito: qual vale mais a pena?

Por conta da incidência de taxas de juros, a expectativa é que o Pix parcelado tenha mais dificuldades para superar os cartões de crédito. Ao menos por enquanto, ainda é difícil apontar vantagens em trocar um pelo outro.

Entretanto, conforme destacou o CEO da Matera, Carlos Netto, é possível que durante o desenvolvimento do Pix parcelado apareçam mais benefícios para os usuários, como mais milhas, por exemplo.

Publicidade

Publicidade

Além disso, o Pix parcelado também pode ser uma alternativa para que consumidores que precisem parcelar faturas ou recorrer ao crédito rotativo paguem juros menores.

Enquanto isso, para Fabrizio Gueratto, professor de MBA em Finanças, não tem nada pior que o cartão de crédito. Nesse caso, o Pix parcelado pode ocupar essa vaga de alternativo ao que ele chamou de “grande vilão do endividamento no Brasil”.

Para mais informações sobre como funciona esta modalidade, veja as condições do “Divide o Pix” no site do Santander.

Veja também: Cuidados ao pagar suas contas com o cartão de crédito

Felipe MatozoJornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
Veja mais ›
Fechar