Quem tem direito ao FGTS? Como ter acesso?

Veja quem tem direito ao FGTS, quando é possível retirar o saldo disponível e mais informações sobre o fundo de garantia.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma reserva à qual o trabalhador tem direito em situações como demissão sem justa causa, aposentadoria ou mesmo para quem vai comprar casa própria.

A lista de trabalhadores que têm direito ao FGTS inclui: quem trabalha com carteira assinada (CLT), empregados domésticos, trabalhadores rurais, temporários, avulsos, safreiros e atletas profissionais.

Publicidade

Publicidade

Para entender melhor como funciona esse direito fundamental do trabalhador brasileiro, confira a seguir algumas informações importantes sobre o FGTS.

fgts quem tem direito
Veja quem tem direito ao FGTS e quando é possível sacar. Foto: Shutterstock

Quais são os requisitos para receber o FGTS?

Como o FGTS é uma espécie de “poupança forçada” dos trabalhadores, ele depende de depósitos mensais por parte dos empregadores ou tomadores de serviço para formar a reserva financeira que compõe o Fundo.

Mas para retirar esse valor que fica em uma conta na Caixa Econômica Federal, o trabalhador precisa se encontrar em algumas situações específicas. Entre os momentos em que é possível sacar o FGTS, podemos destacar:

Publicidade

Publicidade

  • Demissão sem justa causa;
  • Aposentadoria;
  • Rescisão por acordo, fechamento da empresa, falecimento do empregador individual, entre outras situações;
  • Término de contrato por prazo determinado;
  • Necessidade pessoal em caso de desastres naturais;
  • Falecimento do trabalhador;
  • Suspensão do trabalho avulso;
  • Quando o titular da conta tem idade a partir de 70 anos;
  • Para compra da casa própria, liquidação da dívida ou pagamento de prestações adquiridas em sistemas imobiliários de consórcio; entre outras situações.

Para conferir a todas as ocorrências que permitem o saque do saldo, confira a lista completa na página de regras do FGTS.

Como funciona a multa de 40% do FGTS?

Quando um trabalhador é demitido sem justa causa, ele tem direito ao salto do FGTS depositado pelo empregador durante o período de vigência do contrato mais uma multa rescisória de 40% desse valor total.

Além disso, em caso de demissão de forma consensual, o trabalhador pode sacar 80% deste mesmo saldo mais uma multa de 20% do valor. Enquanto isso, demissões por justa causa e pedidos de demissão não dão direito a multa.

Outra situação que merece atenção dos trabalhadores é o saque-aniversário do FGTS, que dá direito a saques anuais de uma parte do saldo. Mas a adesão ao saque-aniversário tira o direito de sacar o FGTS em caso de demissão sem justa causa.

Como funciona a contribuição do FGTS?

Todo mês, o empregador ou tomador de serviços deve fazer um depósito correspondente a 8% do salário do trabalhador na sua conta do FGTS.

Mas o valor é diferente para contratos de aprendizagem (2%) e trabalhadores domésticos (11,2%).

Publicidade

Publicidade

Para conferir se os depósitos estão sendo feitos normalmente, o trabalhador pode solicitar extratos via SMS no site da Caixa.

Veja também: Saque do FGTS – Qual o melhor momento para sacar?

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário