Aumento do combustível: Março começou e a Petrobras já confirma novo aumento!

A Petrobras anunciou hoje o quinto reajuste de 2021 sobre o preço do combustível e gás de cozinha. O valor da gasolina nas distribuidoras ficou em R$2,60 por litro, o que significa uma alta de 4,8%. Contabilizando todas as altas até agora, a gasolina teve uma alta acumulada de 41,3% desde janeiro deste ano.

O preço médio do diesel aumentou 5% e o do GLP, conhecido popularmente como gás de cozinha, ficou 5,1% maior.

Em nota, a estatal afirmou:

“Importante ressaltar também que os valores praticados nas refinarias pela Petrobras são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, no caso da gasolina e do diesel, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores de combustíveis”.

Esse novo reajuste aconteceu mesmo com a mudança na diretoria da Petrobras, que foi uma medida tomada pelo presidente Jair Bolsonaro. Ele trocou o ex-presidente da estatal Roberto Castello Branco pelo general Joaquim Silva e Luna.

Atividades da Petrobras

Edifício sede da Petrobras na Avenida Chile, centro da cidade.

Em 2020, a Petrobras teve lucro de R$7,1 bilhões. Apenas no último trimestre, ele foi de R$60 bilhões. Ainda sim, esse resultado foi 82% menor do que o de 2019, por conta da pandemia de covid19.

De acordo com a estatal, os ganhos foram maiores do que as perdas no ano passado por conta de diversas variáveis, como ganhos cambiais e reversão de gastos.

Com a realização de quatro reajustes no preço do combustível em 2021, o presidente Jair Bolsonaro resolveu nomear o general Joaquim Silva e Luna como presidente da Petrobras. Segundo Bolsonaro,  o “novo presidente vai dar uma arrumada” na empresa.

Sobre o aumento constante sobre o valor da gasolina, a Petrobras informa:

“Os combustíveis derivados de petróleo são commodities e têm seus preços atrelados aos mercados internacionais, cujas cotações variam diariamente, para cima e para baixo. Por isso, a variação dos preços nas refinarias e terminais é importante para que possamos competir de forma eficiente no mercado brasileiro.”

Até mesmo o álcool, que é produzido no Brasil com cana de açúcar, sofre influência da cotação do dólar. Por esse motivo ele segue aumentando de preço.

O que vale mais a pena: abastecer com álcool ou gasolina?

Nos postos de combustíveis espalhados pelo Brasil o preço do litro da gasolina passou de R$5,00 e o de álcool varia entre R$3,80 e R$4,00. Qual a melhor escolha entre os dois? Segundo o levantamento feito em fevereiro pela Ticket Log, empresa de gestão de frotas, abastecer com etanol só vale a pena em seis Estados:   Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo.

O Distrito Federal teve a maior alta no preço da gasolina entre janeiro e fevereiro deste ano, de quase 5%, mas ainda sim é mais interessante abastecer com esse tipo de combustível do que com álcool.

E o GLP?

O gás de cozinha é o nome popularmente conhecido para Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). Em condições normais, ele fica gasoso. Durante o processo de produção até o envasamento nos botijões, ele é mantido na forma líquida e sob pressão.  Ele é usado principalmente na cozinha, para cozinhar alimentos ou em processos industriais mais delicados, como na produção de vidro e cerâmica.

O preço do GLP é definido com base na cotação do dólar e na cotação internacional de petróleo, da mesma forma que é feita a definição do preço dos combustíveis. Desde 2019, o reajuste de preços pode ser feito sem periodicidade definida. A Petrobras reforça a importância disso: “A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”.

A Petrobras também precisa importar gás para conter a demanda no Brasil. Entre janeiro e setembro de 2020, a estatal precisou importar 28% do total de gás de cozinha vendido no país.

Marina Darie
Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário