Auxílio BPC de R$ 550 começará a ser pago em outubro: você tem direito?

O novo auxílio BPC, também chamado de auxílio-inclusão, começa a ser pago em 1º de outubro. Aqui, informamos como funciona o benefício, quem tem direito a ele e como solicitá-lo. Confira!

bpc

O que é o novo auxílio BPC?

Trata-se do auxílio-inclusão, que entra em vigor em 1º de outubro. O governo pagará esse benefício para a pessoa com deficiência que recebe o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e conseguiu um emprego com carteira assinada.

Publicidade

Publicidade

O valor do novo auxílio é de 50% do BPC, que atualmente é de um salário mínimo. Considerando o salário mínimo de 2021, o valor pago pelo governo no auxílio é de R$ 550,00.

Quem tem direito ao auxílio BPC de R$ 550?

Para ter direito ao auxílio BPC de R$ 550,00, o candidato ao benefício precisa cumprir requisitos estabelecidos pelo governo. Confira quais são eles:

  • Ser pessoa com deficiência moderada ou grave;
  • Ter recebido o BPC até cinco anos antes de começar a trabalhar com registro em carteira;
  • Possuir remuneração mensal limitada a dois salários-mínimos;
  • Enquadrar-se como segurado obrigatório do Regime Geral de Previdência Social ou como filiado ao regime próprio de previdência social da União, dos Estados, do Distrito Federal ou dos Municípios;
  • Possuir inscrição atualizada no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal) no momento da solicitação do benefício;
  • Ter inscrição regular no CPF;
  • Atender critérios de manutenção do benefício de prestação continuada e de renda familiar mensal por pessoa.

Um detalhe importante: o auxílio-inclusão é cumulativo com o pagamento de outros benefícios, como o BPC, aposentadoria, pensões e seguro-desemprego. Portanto, se já receber algum deles não conseguirá o novo auxílio BPC.

Publicidade

Publicidade

Mudanças no auxílio BPC começam a valer

Além do auxílio-inclusão, também entram em vigor a partir de 1º de outubro outras mudanças previstas para o BPC. Confira, a seguir, quais são essas alterações:

Renda

A renda de novos beneficiários do BPC precisa ser de um quarto do salário mínimo. Mas, pode chegar à metade do salário mínimo em casos excepcionais, de acordo com a vulnerabilidade do grupo familiar.

Para estabelecer o nível de vulnerabilidade, o INSS fará uma análise considerando o grau da deficiência do solicitante, a dependência de outras pessoas para atividades básicas e o comprometimento do orçamento com consultas, remédios, entre outros gastos não ofertados pelo governo.

Obrigatoriedade de perícia médica e avaliação social

A perícia médica e avaliação social agora são obrigatórias. Posteriormente, haverá mais um procedimento obrigatório para concessão do benefício, a avaliação biopsicossocial.

O que acontece com o antigo BPC?

Quando o beneficiário começa a receber o auxílio-inclusão no valor de R$ 550,00, o BPC de um salário-mínimo é automaticamente cancelado porque o solicitante está trabalhando.

Quem tem mais de uma pessoa recebendo BPC na família não precisa se preocupar: há a possibilidade de manter o benefício de ambos, sem ter uma queda na renda mensal.

Publicidade

Publicidade

Mas, o novo auxílio BPC não pode ser pago com outros benefícios sociais, previdenciários e/ou trabalhistas. Caso fique desempregado, o beneficiário não receberá mais o auxílio-inclusão, mas estará apto a voltar ao BPC de um salário-mínimo.

O que leva ao cancelamento do benefício?

O auxílio-inclusão pode ser cancelado se o beneficiário deixar de cumprir os requisitos do programa, especialmente no que se refere à renda. Além disso, o benefício pode ser suspenso se o beneficiário ficar desempregado.

Como fazer a inscrição para receber o Auxílio BPC no Meu INSS

A inscrição para receber o BPC de um salário-mínimo ou auxílio-inclusão pode ser feita em três canais: pessoalmente numa agência do INSS, pelo telefone 135 ou pelo aplicativo ou site Meu INSS. Abaixo, indicamos como fazer o pedido online:

  1. Acesse o Meu INSS;
  2. Clique em “entrar com gov.br”;
  3. Informe seu CPF e clique em “continuar”;
  4. Digite sua senha e clique em “entrar”;
  5. Na página inicial, selecione “agendamentos / solicitações”;
  6. Clique em “novo requerimento”;
  7. Selecione “benefícios assistenciais”;
  8. Clique na opção que corresponde ao seu perfil;
  9. Revise e atualize seus dados de contato;
  10. Forneça os dados solicitados;
  11. Finalize o pedido.

Para realizar o pedido online, é preciso ter cadastro no portal gov.br. Caso não tenha, faça o seu diretamente no portal ou no Meu INSS, na página inicial da plataforma de serviços.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário