Beneficiários do auxílio doença conseguem fazer empréstimo?

Beneficiários do auxílio doença conseguem fazer empréstimo? Confira tudo que você precisa saber aqui No Detalhe, sem faltar nada.

O auxílio doença é um benefício provisório e de cunho assistencial, quem obtém esta beneficiação não tem seus empréstimos aprovados, pois não são beneficiários e sim segurados pelo INSS, entretanto, outras modalidades de benefícios podem liberar empréstimos de forma direta aos seus beneficiários. Fique atento.

Quais benefícios pode fazer empréstimo?

Para ter seu empréstimo aprovado pelo INSS é necessário ser aposentado ou pensionista. O empréstimo é cobrado diretamente na folha de pagamento de cada beneficiário.

Publicidade

Publicidade

Beneficiários do auxílio-doença conseguem fazer empréstimo (2)
Fonte/Reprodução: original

Para outros tipos de benefícios como pensão por morte, auxílio-maternidade e o auxílio doença não entram na lista para realização de empréstimos no INSS. O único benefício ativo para essa modalidade é de fato a  aposentadoria.

Para os aposentados, o empréstimo não tem taxas muito altas, o juros normalmente é de 2,08% a cada mês de pagamento da fatura. É de extrema importância que o interessado esteja informado dessas taxas e juros, pois é comum cada banca oferecer uma proposta divergente.

Para os beneficiários do auxílio doença, o INSS também dispõe de um cartão de crédito consignado. Com este cartão, os aposentados e pensionistas podem usufruir de valores gastos com desconto direto na quantia do benefício. Mas fique atento, pois para esse cartão é estipulado juros de 3% ao mês.

Publicidade

Publicidade

Qual banco faz empréstimo para auxílio doença?

O banco pode ser o mesmo que a pessoa já utilize para receber os valores do benefício, ou seja, o banco onde a pessoa já é cliente e tem sua conta ativa. Todo processo de contratação do empréstimo solicitará documentos para que a incapacidade ou doença seja comprovada de fato.

Como conseguir um empréstimo com auxílio doença?

O auxílio doença, conforme já foi dito, não está apto às aprovações em empréstimos consignados, porém é possível recorrer a este benefício e utilizar outros meios como empréstimos pessoais e até mesmo débito em conta.

É preciso atentar-se que para empréstimos pessoais, a diferença nas taxas são superiores às do empréstimo consignado.

Para aqueles que preferirem o débito em conta o custo cobrado de juros consegue atingir até 23%, por isso é necessário pesquisar e entender muito bem os termos de cada programa  antes de escolher sua modalidade de empréstimo.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário