Cartão Recomeçar: mais de mil famílias já receberam cartão com auxílio de R$ 3.000

Cartão Recomeçar está sendo entregue à população do Rio de Janeiro. Saiba como funciona, valor do auxílio e quem tem direito.

Como o próprio nome sugere, o programa Recomeçar é um programa social criado pelo governo do Rio de Janeiro com o objetivo de ajudar famílias que têm sofrido com desastres naturais a recomeçar. Para isso, é entregue um cartão de débito abastecido para a compra de itens para a reconstrução dos lares.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos é a responsável por organizar o programa.

Publicidade

Publicidade

Nesta matéria do NoDetalhe, você fica sabendo como funciona o programa Recomeçar, qual o valor do auxílio e quem tem direito. Continue lendo!

Como funciona o programa Recomeçar?

Cartão Recomeçar: mais de mil famílias já receberam cartão com auxílio de R$ 3.000
Cartão Recomeçar está sendo entregue à população do Rio de Janeiro. Saiba como funciona, valor do auxílio e quem tem direito. (Imagem: Divulgação/Governo do estado do Rio de Janeiro)

O Programa Recomeçar é um programa social do estado do Rio de Janeiro criado para ajudar para famílias de baixa renda que tenham sido vítimas de desastres naturais nos últimos tempos, como enchentes, deslizamentos, desabamentos e incêndios.

A ideia é dar a oportunidade de inúmeras famílias terem a oportunidade de recomeçar, construindo ou reconstruindo novos lares. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do estado é a responsável por organizar o programa que paga um auxílio em parcela única para a população em forma de um cartão de débito.

Publicidade

Publicidade

Por sua vez, quem emite este cartão de débito oferecido pelo auxílio social é o Banco do Brasil, que é um dos bancos brasileiros voltados a auxiliar na gestão do Governo Federal.

Até o último sábado (14), os primeiros 1.061 cartões do programa Recomeçar já tinham sido entregues à população que ficou prejudicada por conta das últimas catástrofes naturais no estado, que resultaram em mais de 200 mortes nos últimos meses.

Quem recebeu o auxílio por primeiro foram os para moradores dos municípios de Belford Roxo e Mesquita, na Baixada Fluminense, que foram afetados pelas fortes chuvas que ocorreram no começo deste ano.

Qual o valor do auxílio?

Como comentamos anteriormente, o benefício oferece à população um auxílio que é pago em parcela única e no formato de débito. O cartão a ser entregue é abastecido com o valor de R$ 3 mil.

Quem se responsabiliza por emitir o cartão é o Banco do Brasil, que cuida para que o cartão Recomeçar possa ser utilizado para a compra em lojas com CNPJ que permita a comercialização dos itens previstos no programa (como mobiliário residencial, eletrodomésticos e materiais de construção).

É interessante reforçar que o cartão somente estará habilitado para uso sete dias úteis após a entrega ao beneficiário. Também devemos comentar que não existe a possibilidade de sacar o valor com que o cartão é abastecido.

Publicidade

Publicidade

Essa é uma forma de garantir que as famílias que forem contempladas com o benefício estarão investindo na reconstrução de suas casas, que é o principal objetivo do programa social.

Quem tem direito ao cartão Recomeçar?

A estimativa por parte do governo do Rio de Janeiro é que em torno de 20 mil famílias de 26 municípios tenham acesso ao benefício. O cidadão deve estar com o Cadastro Único (CadÚnico) atualizado para poder ter acesso ao programa Recomeçar.

Com base nas informações disponíveis no sistema, cada prefeitura incluída no Programa Recomeçar entrega ao Estado a lista com os moradores aptos a receberem o cartão. Em seguida, a lista é checada pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos para que todos os contemplados estejam de acordo com as exigências previstas no Decreto nº 48.057, de 2 de maio de 2022.

Por sua vez, quem faz a entrega dos cartões aos moradores são os próprios municípios, que devem assinar um termo de cooperação com o Estado para o cadastramento das famílias.

Publicidade

Veja também: Vale-Gás: por que o benefício não vai ser pago em maio?

Publicidade

Redatora WebGo Content e bacharelanda em Comunicação Organizacional na UTFPR. Fã de café à meia noite e amante de fotografia de paisagens naturais.
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário