Onde pagar o IPVA? Conheça os principais métodos aceitos

Onde pagar o IPVA? Conheça os principais métodos aceitos

O IPVA (Imposto Sobre a Propriedade de Veículo) é uma das obrigações anuais dos proprietários de veículos. Sendo assim, os motoristas devem saber onde é possível pagar o imposto, para evitar pendências com o Estado.

Apesar de as formas de pagamento do IPVA variarem de um estado para outro, existem métodos que se repetem, sendo reconhecidos como os principais.

Publicidade

Publicidade

A seguir, você fica sabendo dos principais métodos aceitos na hora de pagar o IPVA. Confira!

Redes bancárias

Onde pagar o IPVA? Conheça os principais métodos aceitos
O IPVA deve ser pago todos os anos por proprietários de veículos. Saiba onde pagar o tributo, conhecendo os principais métodos aceitos. (Imagem: Pexels/Divulgação)

Todos os cidadãos que possuem um veículo em seu nome devem contribuir com o IPVA anualmente, ainda que não retirem o veículo da garagem. O dinheiro arrecadado com o imposto é destinado ao investimento em serviços essenciais, como educação, saúde, saneamento básico, entre outras. Ou seja, o IPVA tem uso fiscal.

Para calcular o valor do IPVA, basta fazer a multiplicação da alíquota definida pela Secretaria de Fazenda (Sefaz) do estado onde foi realizado o emplacamento pelo valor venal do bem. Sendo assim, o valor do tributo muda de um estado para o outro.

Publicidade

Publicidade

Se o automóvel for zero-quilômetro, deve ser consultada a quantia registrada na nota fiscal.

Aqueles que têm o compromisso com o Governo Federal de realizar o pagamento do tributo devem saber que podem emitir a Guia de Recolhimento de pagamento do IPVA através da internet, pelo site do Detran do estado ou pelo aplicativo.

Os motoristas também podem fazer a emissão da guia e ainda realizar o pagamento do IPVA em si em redes bancárias autorizadas. Esse é um dos métodos principais, entre os aceitos nos diferentes estados brasileiros. Basta informar o número do Renavam.

Entre os bancos credenciados para emissão e pagamento do boleto, estão:

  • Banco do Brasil
  • Bradesco
  • Bancoob
  • Itaú
  • Rendimento
  • Santander
  • Sicredi

Casas lotéricas

Também é possível pagar o IPVA em casas lotéricas. Porém, diferente das redes bancárias autorizadas, as casas lotéricas não emitem a Guia de Recolhimento, sendo necessário que o cidadão compareça a esses estabelecimentos com o boleto em mãos. Ou seja, o serviço oferecido é exclusivamente de pagamento do imposto.

Nesses casos, o motorista pode gerar o boleto pela internet, como comentamos anteriormente. Também é necessário informar Renavam presente no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos – CRLV, como acontece no pagamento em bancos credenciados.

Publicidade

Publicidade

Aqueles motoristas que se antecipam em relação ao pagamento do tributo podem conseguir um desconto, se o fazem à vista. Também é possível pagar o IPVA em cotas, mas nesse caso não há concessão de desconto para o cidadão. O desconto e o número de cotas para quitação do IPVA dependem do que determina a legislação de cada estado.

Somente depois que o cidadão realiza o pagamento do imposto é que ele pode receber a documentação do veículo, regularizando a situação do meio de transporte. Os motoristas precisam ficar de olho no calendário de pagamentos do IPVA para evitar problemas.

O calendário fica disponível no site da Sefaz do estado em que o motorista reside.

Em geral, quem não realiza o pagamento do IPVA de maneira devida acaba estando sujeito a multa de 0,33% ao dia mais a taxa Selic. Passado um mês de atraso, a multa passa a ser de 10% mais a taxa Selic.

Publicidade

Toda a documentação referente ao motorista e ao veículo que está no nome dele pode ser consultada a partir do aplicativo do Detran do estado onde ele reside. Esse fácil acesso facilita na hora de resolver possíveis pendências e o cidadão pode receber descontos na hora de quitar eventuais multas.

Publicidade

Veja também: Mesmo negativado ou sem conta, você pode contratar este empréstimo do Caixa Tem

Elouise LopesRedatora WebGo Content e bacharelanda em Comunicação Organizacional na UTFPR. Fã de café à meia noite e amante de fotografia de paisagens naturais.
Veja mais ›
Fechar