Como calcular décimo terceiro proporcional? Aprenda aqui!

Como calcular decimo terceiro proporcional?
Veja como calcular o décimo terceiro proporcional. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Um dos principais direitos dos trabalhadores brasileiros que atuam com carteira assinada, o décimo terceiro deve ser pago de forma proporcional ao salário líquido e aos meses trabalhados, mas muitas pessoas não sabem como calcular este valor.

Pensando nisso, a seguir vamos explicar como fazer este cálculo e quais são as principais regras sobre o pagamento do décimo terceiro salário.

Publicidade

Publicidade

Qual o valor do décimo terceiro salário?

Quando o trabalhador atuou com carteira assinada durante um ano inteiro na mesma empresa, ele tem direito a um valor equivalente a um mês de salário líquido, ou seja, contando com o desconto do Imposto de Renda e do INSS.

Enquanto isso, nos casos em que o trabalhador não esteve durante todo o ano na empresa, o valor do décimo terceiro deve ser proporcional aos meses trabalhados.

Como calcular decimo terceiro proporcional?
Veja como calcular o décimo terceiro proporcional. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Nesse caso, é importante destacar que, para ser considerado no cálculo, cada mês deve ter mais de 15 dias trabalhados.

Publicidade

Publicidade

Além disso, outro fator que o trabalhador deve levar em conta é que o décimo terceiro salário é dividido em duas parcelas, e elas possuem valores diferentes, pois a primeira é maior que a segunda.

Como calcular o décimo terceiro proporcional?

De modo geral, o cálculo que o trabalhador deve fazer para saber o quanto deve ganhar de décimo terceiro é relativamente simples.

No caso de quem não trabalhou durante o ano inteiro, para calcular o valor proporcional, basta dividir o salário bruto de novembro por 12 e multiplicar o resultado pelo número de meses trabalhados.

Por exemplo: se o salário foi de R$ 2,4 mil e o trabalhou esteve na empresa por 10 meses, é só dividir 2.400 por 12 (200) e depois multiplicar por 10 (2.000).

Após fazer esse cálculo, o trabalhador chega facilmente ao valor da primeira parcela do décimo terceiro, que é metade do resultado. Sendo assim, no caso do exemplo acima, a primeira parcela seria de R$ 1 mil.

Enquanto isso, a segunda parcela do décimo terceiro sofre desconto de INSS. Nesse caso, o cálculo é mais complicado, então sugerimos utilizar a calculadora de salário líquido do Valor Investe para saber quanto deve ser o desconto de IRPF e INSS, de acordo com o seu salário.

Felipe MatozoJornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
Veja mais ›
Fechar